quinta-feira, 11 de agosto de 2011

À falta dos originais, há os postais

Em algumas das cidades europeias que conheço ou que sonho vir a conhecer, considero obrigatório visitar certos museus.

Felizmente, tanto eu como o P. gostamos bastante deste tipo de programas.

Nestes lugares não me importo de passar horas e horas a apreciar e a descobrir as peças.

Muitas delas, conhecidas do grande público e mediatizadas no cinema, na publicidade, e noutros lugares comuns, mostram-se obras muito diferentes da ideia-esboço que temos acerca delas. Não raras vezes, essa descoberta ultrapassa as expectativas que levo comigo, e trazem ao meu encontro uma obra "nova" e "maior".

Invariavelmente, quando à saída passo pela loja do museu, trago postais. De algumas obras. Daquelas que mais gostei. Na altura, surge uma necessidade premente, e ao mesmo tempo estranha, em trazer algo que evoque e perdure a obra em mim. É um pouco como as fotografias que tiramos.

Guardo essas lembranças numa caixa.

Há pouco tempo, ao mexer nessa caixa, lembrei-me de escolher alguns postais que tenho. Porque não fazer uma composição com eles e, assim, criar um "cantinho artístico" lá em casa. Um género de mini-galeria.



À direita, "A Leiteira"(1658-1660) e "A Rapariga do Brinco de Pérola" (1665-1666), ambos de J. Veermer. Vieram do Risksmuseum, quando há 6 anos estivemos em Amesterdão.

Quem não conhece o primeiro? É a imagem dos famosos iogurtes da marca "A Leiteira".

O segundo, é muitas vezes referenciado como a "Mona Lisa dos holandeses", ou a "Mona Lisa do Norte". É um quadro que já ganhou honras de ser retratada pela sétima arte, num filme com o mesmo nome, e onde encontramos Scarlett Johansson a interpretar Grief, a rapariga.

À esquerda, trata-se não de um postal, mas de um poster A4, do famoso quadro "O Beijo" (1907-1908). Vimo-lo o ano passado, no Museu Belvedere, aquando da nossa estadia em Viena. É considerado a obra-prima de G. Klimt, e um dos ícones da arte do século XX. Ao vivo é de cortar a respiração. Tanto este quadro, como o estilo de Klimt têm tido enorme influência nas áreas da decoração de interiores, joalheria e moda.



Apesar dos diferentes estilos, e dos séculos de história que separam as duas primeiras obras da última, resolvi reuni-las. São imagens de obras de arte que tive o privilégio de conhecer um dia.

14 comentários:

  1. Óptima ideia: ao mesmo tempo que criaste um cantinho bonito, relembras-te de bons momentos passados a passear :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O cantinho ficou lindo!
    Adoro a maneira como escreves!
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito da tua casa. É tão acolhedora mas ao mesmo tempo tão actual. :)

    P.S. o cantinho ficou lindo. Também tenho alguns postais desses lá por casa mas nunca sei como conjugar com o resto da decoração. Obrigada pela dica.

    ResponderEliminar
  4. Sua a casa e linda,cheia de cantinhos de um bom gosto.Eu e marido amamos museu,em Paris ficamos cinco dias,três no museu do Luvre,impressionante,foi pouco,eu teria que ficar lá meses para ver o que gostava e apreciar tudo,so não o fiz porque Maite e pequena,dormia,choramigava,cansava,queria correr...imagine Maite correndo no meio daquelas obras de arte...rsrsrsrs.Tivemos eu e marido que fazer um rodizio,senão não viamos nada....
    Nos não viajamos em pacotes turisticos por isso,não acho graça em conhecer vários lugares por cima,com hora marcada pra tudo.
    A proposito,eu imaginava o quadro da Monalisa tão maior,a gente ouve uma vida sobre ele,claro que usa a imaginação,quando chega la no museu,esta uma multidão rodeando um quadro tão pequeno,mas realmente belissimo.
    Bjs
    Deusa
    vasinhos coloridos.
    OBS:Maitê passou por baixo dos cercado para turistas nas obras,e foi engatinhando no chão e por fim para me matar do coração deitou-se de pernas e braços abertos quase na parede do quadro mais famoso do mundo...quase tive um troço,minha pequena de cinco anos la....e ainda falou bem alto.
    -Mamãe....que calor...kkkkkkk.
    Nem o serissimo guarda que não entendeu nada aguentou...rio junto com os outros turistas e pediu aos pais que pegasse ela,juro achei que seriamos expulsos....marido foi,eu me escondi atrás de uma pilastra...ele buscou a pequena,olhando pra cima...kkkk...e ainda disse pra mim...nossa...cheguei pertinho do quadro...kkkkk.

    ResponderEliminar
  5. Sua a casa e linda,cheia de cantinhos de um bom gosto.Eu e marido amamos museu,em Paris ficamos cinco dias,três no museu do Luvre,impressionante,foi pouco,eu teria que ficar lá meses para ver o que gostava e apreciar tudo,so não o fiz porque Maite e pequena,dormia,choramigava,cansava,queria correr...imagine Maite correndo no meio daquelas obras de arte...rsrsrsrs.Tivemos eu e marido que fazer um rodizio,senão não viamos nada....
    Nos não viajamos em pacotes turisticos por isso,não acho graça em conhecer vários lugares por cima,com hora marcada pra tudo.
    A proposito,eu imaginava o quadro da Monalisa tão maior,a gente ouve uma vida sobre ele,claro que usa a imaginação,quando chega la no museu,esta uma multidão rodeando um quadro tão pequeno,mas realmente belissimo.
    Bjs
    Deusa
    vasinhos coloridos.
    OBS:Maitê passou por baixo dos cercado para turistas nas obras,e foi engatinhando no chão e por fim para me matar do coração deitou-se de pernas e braços abertos quase na parede do quadro mais famoso do mundo...quase tive um troço,minha pequena de cinco anos la....e ainda falou bem alto.
    -Mamãe....que calor...kkkkkkk.
    Nem o serissimo guarda que não entendeu nada aguentou...rio junto com os outros turistas e pediu aos pais que pegasse ela,juro achei que seriamos expulsos....marido foi,eu me escondi atrás de uma pilastra...ele buscou a pequena,olhando pra cima...kkkk...e ainda disse pra mim...nossa...cheguei pertinho do quadro...kkkkk.

    ResponderEliminar
  6. Adoro Luarte!!!

    Também tenho uns postais do género e acho que um dia destes copio a tua ideia. Parabéns mais uma vez pelo bom gosto e originalidade.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Tens uma sala muito bonita :)

    Eu também tenho um quadro (que também fiz a partir de um poster) do Klimt. O meu é um excerto da obra "Water Serpents". Foi o primeiro quadro em que gastei algum dinheiro, tinha eu 18 anos (julgo que me custou tudo seis contos na altura). Uso-o por cima de um aparador no corredor e gosto muito dele.

    Fizeste muito bem em juntar os diferentes estilos das obras na composição. Ficou interessante e a teu gosto ;)

    ResponderEliminar
  8. Que bela ideia!!!
    Parabéns pelo bom gosto.

    Beijokas
    Um dia feliz

    ResponderEliminar
  9. Ana P.: É mesmo isso :)

    Velud'arte: Muito obrigada pelo elogio :)

    Filipa: É só arranjar umas molduras ao tamanho. Escolher a parede e compor a gosto. É uma receita fácil :)

    Deusa: Mais um bocadinho e vocês não eram expulsos, mas presos :P
    Eu ainda não estive em Paris, por isso ainda não tive a oportunidade de ir ao Louvre. Mas é verdade que a ideia que criamos na nossa cabeça é que a Mona Lisa é um quadro grande.
    Essa história faz-me lembrar quando estive no Prado, em Madrid, e vi o Guernica, de Picasso. Não o imaginava tão grande!!!!
    O mais incrível é que em relação ao "Beijo" de Klimt, acho que nunca vi uma imagem que não fosse rectangular. A obra é muito maior do que eu imaginava e é quadrada, e com muito brilho, para meu espanto!

    Mónica: Obrigada :)

    Vera: Se achaste a ideia boa, ela serve para quê? Para copiar. Nem mais! :D

    Carla, o "Water Serpents" é uma série de dois quadros.
    O primeiro é este: http://www.artchive.com/artchive/K/klimt/klimt_serpents1.jpg.html
    O segundo é este: http://www.artchive.com/artchive/K/klimt/klimt_serpents2.jpg.html

    Qual é o que tu tens?

    Os dois são lindos, mas perdi-me de amores pelo primeiro. É extraordinário. É tanto dourado, tanta luz, tanto brilho. Só não trouxe o poster, porque na loja a réplica era toda mate. Em contrapartida, o poster do "Beijo" tem dourados que brilham efectivamente. Infelizmente não dá para ver na foto.

    An@: Obrigada e felicidades para ti també :)

    Beijinhos para todas vocês***

    ResponderEliminar
  10. Fica bonito. Quem sabe nao continuas a trazer recordacoes e crias outro recanto assim? As obras de vários autores, temas ou épocas diferentes podem conviver perfeitamente entre si, porque nao?
    A pintura para mim é uma paixao, mas tenho de me contentar com uma pilha de livros (e memórias). Se tivesse que optar apenas por algumas estampas, ia ter muita dificuldade...a coisa ia descambar para o exagero :))

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. Que ideia gira e interessante!
    Aliás, só tens boas ideias.

    Beijinhos e bom fim-de-semana :)

    ResponderEliminar
  12. A composição ficou linda e muito harmoniosa, não poderias ter escolhido melhor lugar, o cadeirão dá o toque final.

    Também gosto muito de quadros, embora não entenda nada do assunto, apenas aprecio a beleza e a textura dos materiais que utilizam, acho interessante.

    Neste momento, cá em casa reinam os quadros com fotos das crianças :)

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  13. O meu é um excerto do Water Serpents II, que é mais colorido. Os dourados estão bem brilhantes. É este aqui:

    http://tiny.cc/2ybe1

    Mas não tem aquelas letras com o nome do autor tão grandes... é mais simples e elegante ;)

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)