quinta-feira, 15 de março de 2012

A pintar e a poupar no cabelo


Há vários anos que pinto o cabelo.

Primeiro comecei por graça. Era moda. As minhas amigas pintavam e havia uma infinidade de cores giras e vibrantes que davam um aspecto mais saudável, brilhante e moderno ao cabelo.

Nessa altura andava eu no ensino secundário e as poucas raparigas que pintavam o cabelo faziam-no em casa. Eu não era exceção.

Já na faculdade, acho que não havia rapariga que não pintasse o cabelo.

Mais tarde, comecei a pintá-lo no cabeleireiro.

Por acaso o cabeleireiro onde pintava o cabelo até fazia preços bem simpáticos e durante muito tempo achei que não compensava o trabalho em casa.

Hoje em dia pinto o cabelo porque já tenho bastantes cabelos brancos. A idade não perdoa. Os tons que uso não fogem muito da minha cor natural, o castanho.

Se antes pouco ou nada ligava aos constituintes da tinta, hoje em dia essa é a minha principal preocupação. De há uns meses para cá que opto por uma coloração permanente, mas sem amoníaco e sem parabenos. A ideia é mesmo reduzir um pouco os efeitos nocivos deste tipo de coloração no couro cabeludo e na saúde em geral.

Há mais de 6 meses que deixei de pintar o cabelo no cabeleireiro e voltei a pintá-lo em casa.

E faço com que cada embalagem me dê para duas aplicações.

Contas feitas, cada pintura fica-me à volta de 3,75 euros de 2 em 2 meses.

Como? É fácil.

Normalmente compro a tinta no supermercado. Tenho escolhido a marca "Kéranove". E até agora sinto-me bastante satisfeita. Nos supermercados o preço anda à volta dos 7,50 euros.

Mas independentemente da marca das tintas, e à exceção das profissionais, todas trazem um kit muito semelhante:

1 tubo bisnaga de creme colorante;
1 frasco aplicador com o revelador;
1 par de luvas;
1 saqueta de tratamento pós-coloração.

O meu cabelo é de tamanho médio (a bater na linha dos ombros). Apesar de volumoso, não é muito grosso.

Não sei como é convosco, mas comigo, e seguindo à risca as recomendações da embalagem, chega a uma determinada altura em que o cabelo já está completamente impregnado de tinta e eu já só coloco o resto (que ainda é muito), apenas para acabar com o produto no frasco.

Comecei por utilizar apenas metade dos 2 componentes principais: o creme colorante e o revelador.

Há anos que a minha mãe faz isto. Ensinou-lhe a minha tia N. que é cabeleireira e que um dia lhe sugeriu que experimentasse usar só metade dos produtos, visto a minha mãe ter cabelo curto.

A minha mãe sempre pintou o cabelo dela em casa e faz a coisa mesmo à profissional. Numa taça, e com um pincel próprio, faz a mistura da coloração com o revelador e depois aplica na zona da raíz, risca por risca...

Eu que sou mais amadora, tenho feito mesmo à "moda supermercado". Mas aplico o mesmo truque dela.

1) Desenrosco a tampa do frasco aplicador onde está o creme revelador e retiro metade do produto para dentro de um outro frasco vazio e limpo. Fecho e guardo este último.

2) Espremo metade da bisnaga do creme colorante para dentro do frasco aplicador onde agora só está metade do revelador. Volto a fechar o frasco e agito até obter a mistura homogénea dos dois constituintes.

3) Passo creme hidratante ou vaselina no contorno do rosto (testa, nuca e orelhas), de modo a evitar que fiquem manchas de tinta na pele. Calço as luvas, coloco uma toalha velha à volta dos ombros e parto o bico do frasco aplicador. Começo então a aplicar a tinta no cabelo conforme as instruções da embalagem.

4) Já no fim, e com a ajuda das pontas dos dedos, espalho bem a tinta por todo o cabelo. Faço um género de apanhado e meto uma touca durante o tempo de espera. Isto permite-me andar à vontade por casa a fazer as minhas coisas, sem risco de acidentes. Uso daquelas toucas de plástico transparentes que dão nos hotéis. São daquelas coisas que regressam sempre comigo na mala de viagem :P

E digo-vos, metade do produto dá perfeitamente para pintar um cabelo com características semelhantes ao meu.

Desta forma, e usando apenas metade dos produtos da embalagem, não há desperdícios.

Na mesma altura, faço logo a limpeza dos utensílios que vou precisar da próxima vez.

1) Lavo bem o interior do frasco aplicador com a ajuda de uma velha escova de dentes. É mesmo necessário retirar todo e qualquer vestígio de tinta. O interior da tampa lavo com um cotonete.

2) Passo bem por água e meto a secar as luvas e a touca de banho.

3) Meto tudo junto dentro de um saquinho et voilá... novo kit para a próxima pintura.


Da próxima vez que precisar de pintar o cabelo, só preciso juntar o resto do creme colorante com o revelador no frasco aplicador e fazer a mistura dos dois (para vedar a ponta do aplicador que agora já está partida, uso a cabeça do dedo indicador).

Já fiz esta experiência várias vezes e nunca senti que os produtos perdessem qualidade na segunda aplicação.

Agora as minhas idas ao cabeleiro são só mesmo para cortar e fazer brushing.

34 comentários:

  1. Oi Luarte, eu pinto o cabelo a cada 20 dias, tenho 28 anos mas tenho muitos fios brancos. Pinto em casa mesmo na mesma cor do meu cabelo natural, mas umas 2, 3 x no ano sou obrigada a correr para o cabeleireiro, pois a parte de tras sempre fica mal pintada, rsrsrsr

    Abs, Jaque

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Jaqueline :)
      Que coisa mais estranha essa de ficar com o cabelo mal pintado atrás. A mim nunca tal me aconteceu.

      Eliminar
    2. Manchados podem ocorrer por ter algum produto residual que contenha óleo, segundo o que me disse uma cabelereira.
      Luarte adorei seu blog.

      Eliminar
  2. Olá, eu são as madeixas que faço em casa.
    Fica mesmo muito em conta.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Madeixas? As que fiz foi sempre no cabeleireiro. Qual é a técnica?
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Eu fazia com tu!
    No secundário, pintei o cabelo de todas as cores que havia, excepto louro. Era verem-me aparecer na 2ª feira de manhã com o preto azulado, ou o acobreado não sei quê!
    Como tinha o cabelo muito curto (numa altura cortei-o á «rapazinho») também usava apenas uma porção do produto, com os rácios correctos, e misturava-o num frasquinho vazio de outra tinta anterior. Dava-me jeito por causa do bico que tinha, e era muito fácil de aplicar.

    De há poucos anos para cá só pinto no cabeleireiro, e mesmo aí tenho cortado imenso porque são 85€ cada vez que vou. Não pintei mais de há dois anos para cá, e no mês passado até o meu cabelo cortei em casa! Como ainda não tenho nenhum cabelo branco, não me tenho importado muito, mas gosto da graça que aquelas nuances dão... Melhores dias virão.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xi, 85 euros é muito dinheiro.
      Carla tens imensa sorte de não ter cabelos brancos. Eu já conto com muitos. Se não fosse o caso, também deixaria de pintar.
      Bjs

      Eliminar
    2. Ah eu não gosto da nuance prata não e estou com muitos o pior que bem na frente, dá um aspecto envelhecido, cansado.

      Eliminar
  4. Eu também faço a coloração sozinha, desde os 15 anos (tenho 40). Duas vezes, fiz no cabeleireiro. Uma na véspera do meu casamento e a outra, há pouco tempo. Nessa última paguei caro e ele usou uma tinta que não era tão boa e a cor ficou distante do que queria. Mais acertei do que errei e se errei pelo menos não fico com a revolta de ter pago caro e não ter gostado.
    Faço as unhas só e me viro. Economizo onde posso para gastar como quero.
    ótimo post, todo mundo vai aprender muito contigo ao ler.
    beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adri é mesmo isso. Há que economizar onde se pode e onde se consegue. Bjs

      Eliminar
    2. Desde que a força me tornei uma dona de casa tenho feito tudo em casa, unhas, tinturas capilares, hoje procurando por uma dica de como fazer a tintura durar encontrei este blog, muitas coisas já fazia igual e aprendi outras, achei bem interessante.

      Eliminar
  5. Comecei a pintar o cabelo, ou melhor, comecei pelas madeixas quase no fim da faculdade. Depois passei a pintar na cabeleireira, primeiro para tirar as madeixas, depois porque apareceram as brancas. Mas depois de meia dúzia de vezes na cabeleireira e de cada vez que lá ia era um preço diferente, arrisquei a pintar em casa e não quero outra coisa. Já experimentei duas marcas: a Creme Gloss da Lóreal (sem amoníaco) e a Syoss. Gostei das duas, mas sem dúvida prefiro a da Loreal e já voltei a ela, até porque tem o tom que acho mais certo para o meu cabelo, tom de pele e claro, que eu gosto. A Keránove já estive tentada a experimentar, mas ainda não me aventurei. Recomendas? Tem castanhos avermelhados?
    Tenho o cabelo pelos ombros, será que meia embalagem chega? Nunca tinha pensado nisso, mas olha que é uma excelente ideia... até porque já pensei em comprar uma tigelinha e o pincel para ver se me ajeito melhor com o pincel. E rentabiliza mais o custo, claro!
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me tenho dado nada mal com a Keranove. Eles têm uma grande gama de cores. Eu pinto normalmente com a nº 44, o castanho paprika. Tem uns reflexos bem bonitos. Se tens os cabelos pelos ombros tens num tamanho muito semelhante ao meu.
      E acho que fazes muito bem comprar o pincel e a tigelinha. Eu estou a pensar fazer o mesmo. Não que não esteja satisfeita, mas acho que ainda se aproveita mais o produto.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. vou averiguar as cores :)
      Gosto mt da que estou a usar da loreal mas como é tom sobre tom vai-se bem mais depressa. Eu adoro reflexos avermelhados no cabelo, tendo a base castanha. Dai que vá mt para os tons acajou. Esse paprika também deve ser giro.
      Obrigada pelo post porque fiquei mesmo interessada e vou experimentar na proxima coloraçao.
      Bjinhos e bom fim-de-semana

      Eliminar
  6. Olá Luarte,

    Eis algo que nunca experimentei, porque as instruções dizem sempre para usar o produto de imediato, não guardar para futuras aplicações, etc. Sempre achei que o risco de alergias ou "uma qualquer chatice do género" não compensava o risco. Guardas normalmente, numa gaveta ou na despensa, ou tens algum cuidado especial?

    Para quem tem o cabelo curto ou só pinta as raízes, uma embalagem é de facto produto a mais!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula, podes estar descansada que não faz alergias. O mesmo não garanto caso guardasses o preparado já feito. Mas neste caso, não é isso que se faz. Mantém-se os produtos separados. Eu não tenho cuidado nenhum em especial quando guardo estes produtos. Coloco-os dentro do armário da casa de banho.
      Se tens o cabelo curto o desperdício ainda é muito maior e não se justifica de todo.
      Bjs

      Eliminar
    2. Obrigada pela resposta, Luarte! Não tenho o cabelo curto, mas como só pinto as raízes uma embalagem é sempre produto a mais. Assim sendo, vou experimentar a tua dica.

      E ainda a propósito deste tema, vale a pena comprar uma tijelinha e um pincel, sim. Acho que a aplicação se torna mais fácil, porque cobre melhor os fios de cabelo, e aproveita-se ainda mais o produto.

      Beijinhos

      Eliminar
    3. O segredo de não causar danos é guardar os produtos base sem misturar, bem fechados e num ambiente seco.

      Eliminar
  7. Também tenho que me aventurar a pintar em casa, sai muito mais barato
    sim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida! É uma questão de experimentares. Vais ver que não custa nada :)
      Bjs

      Eliminar
  8. Olha, eu cá estou a pensar em fazer o mesmo, pintar em casa.

    Isto não está para idas ao cabeleireiro eh eh eh

    Grata pela dica
    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada! :)
      No poupar é que está o ganho. E pintar o cabelo em casa não é nenhum bicho de sete cabeças. É muito fácil e fica igualmente bom. Além disso, sabes que produtos usas.
      Bjs

      Eliminar
  9. Também pinto o meu cabelo sozinha, mas nunca tinha pensado em dividir o produto para usar duas vezes.
    Com certeza adotando a tua dica vou economizar ainda mais.
    Muito obrigada.

    ResponderEliminar
  10. Sou mesmo de outro planeta! :)
    Por aqui não era moda pintar o cabelo. Nem no secundário nem na faculdade.
    Eu usei algumas vezes henna para dar um toque arruivado quando o meu cabelo claro começou a escurecer. Isto para aí com 17 anos. Depois desisti e nunca mais pintei. Tenho alguns cabelos brancos mas é na boa! E quando vou ao cabeleireiro eles usam o argumento: "Vamos fazer umas madeixas para realçar os olhos" não percebo porque não usam o argumento que usam com as minhas amigas que é para tapar as brancas. Eu respondo sempre para a próxima mas nunca será na próxima. Primeiro porque tenho uma espécie de pó a qualquer madeixa, metem-me nojo. É uma psicose qualquer que devo ter, enfim... Depois recuso-me a realçar (ainda) os meus olhos! Embora ache que são mais realçados até com cabelo escuro! AAhAAh :) tontices!!
    Se puderes experimenta henna, eu qualquer dia volto a pôr!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Paula F M :)
      Se os poucos cabelos brancos que tens não são um problema para ti, evita mesmo pintar. É que depois começando com as tintas permanentes é mais complicado deixar. Em relação às madeixas, deve ter existido algo que agora despolete essa aversão tão grande :P Henna nunca experimentei. Quem sabe um dia :) Beijinhos

      Eliminar
  11. Olá
    Amei a dica para pintar o cabelo em casa.
    Vim fazer um convite especial, para que você visite o Blog:"Ostra da Poesia" leia e se gostar dê o seu voto em minha poesia, que está concorrendo ao 6ºPena de Ouro.
    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
    Lembre de deixar o link do seu blog quando for votar o nome da poesia e meu nome.
    Poesia: Pensamentos
    Autora: Roseli Rosa
    Dia para votar 17 de Março(hoje).
    Deixo meu agradecimento de coração.
    Beijo carinhoso
    Rose

    ResponderEliminar
  12. "Parabéns a você,nesta data querida,muitas felicidades,muitos anos de vida"
    :)

    Um beijinho grande,muitos Parabéns e que este dia se repita por muitos e muitos anos,sempre pertinho de quem gostas!

    ( e já agora , que eu também cá esteja para te desejar um Feliz Aniversário :)e bom sinal )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa não ter respondido logo a este teu comentário, mas ficou registado aqui bem no centro do coração :)

      Eliminar
  13. Muito boa dica.

    tal cm tu tb comecei na adolescencia, por ser moda, mas aos 30 vieram as brancas agora é mm por necessidade.

    Nc usei essa marca, vou comprar este fds, está com desconto de 25% no continente e fica por 6.52 a embalagem.
    Uma pergunta, deixas a metade guardada no frasco ou depois colocas no frasco bisnaga original? Se o colocas lá depois tens que tapar o biquinho, certo?

    Adorei a Dica, tal cm tu tenho o cabelo médio. Qual é o teu período entre colorações?

    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Eu deixo a metade do revelador no frasco, tal como aparece na foto. Não dá para deixar no frasco aplicador porque a ponta está partida. Só lá volto a colocar na altura em que voltar a pintar. Normalmente pinto de 2 em 2 meses. Tento esticar ao máximo o período de tempo. Mas se reduzisse em termos de aspecto o cabelo andaria mais bonito com toda a certeza :P
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. bem eu tenho o cabelo neste momento quase na cintura e se for para pintar tudinho 1 frasco n chega.atras tb as vezes fica mal pintado pk n vemos e comprido é mais dificil.mas este ano tb estou a poupar como tu. ja n compro no supermercado, agora compro numa lojeca perto da minha casa e é mais barato. tem menos quantidade mas compensa pk como é so raizes chega perfeitamente.o meu cabelo é castanho muito escuro com imensas madeixas brancas e dantes pintava de preto mas agora optei pelo vermelho escuro k acaba por disfarçar mais k o preto.tb faço alisamento (escova progressiva)e o preço compensa em cabeleireiro e electricidade do secador e da prancha.

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde,
    Pode ajudar-me se souber?
    Eu estou grávida, portanto, e quando descobri, tinha pintado o cabelo de ruivo, depois de 30 anos loira, decidi mas arrependi-me quase de imediato, mas nada podia fazer, porque nos entretantos descobri que estava de bebe.
    Ou seja, sabe se, com esse produto natural, conseguirei pintar de loiro escuro avelã - ou aproximado ??
    O meu cabeleireiro disse-me que a henna era horrível para retirar depois...
    Obrigada :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Di! Não lhe sei responder à questão colocada, mas posso-lhe dizer que o que o seu cabeleireiro lhe disse não corresponde à verdade.

      Eliminar
    2. Olá Di! Não lhe sei responder à questão colocada, mas posso-lhe dizer que o que o seu cabeleireiro lhe disse não corresponde à verdade.

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)