terça-feira, 25 de setembro de 2012

Mudanças no esquema das limpezas cá de casa

Desde o dia 1 de Setembro que estou em casa desempregada.

O meu patrão, o Ministério da Educação, pegou numa foice e completamente às cegas decidiu que havia de reduzir as despesas desse lá por onde desse. Não interessa nada se se atiram para a rua milhares de professores com anos e anos de serviço, se a qualidade do ensino diminui, se tudo piora, se as escolas públicas passam a funcionar mal. Todos os meios justificam o fim exclusivamente economicista que é poupar. E vai daí há que ceifar tudo a eito!

Posto isto, e com uma das pessoas cá em casa desempregada, naturalmente acontecem mudanças na nossa vida. Entre elas, mudanças na dinâmica das nossas rotinas diárias e na gestão do próprio tempo.

Uma das alterações que desde logo se fez sentir foi o esquema de limpezas cá de casa e de tarefas domésticas.



As tarefas e as limpezas cá em casa sempre foram repartidas. Estando os dois a trabalhar, ninguém deve sair sobrecarregado. E se ninguém tem especial prazer em fazê-las, as coisas têm mesmo de ser feitas pelos dois.

Mas em face da presente situação, não faz sentido que o P. além do trabalho ainda limpe a casa, tendo eu muito mais tempo para o fazer. Isso não invalida que ele não faça muitas coisas cá em casa. Porque faz.

Mas quando me vi com a tarefa ingrata de ter que passar a tomar conta da vida doméstica, comecei  logo a entrar em parafuso.

Eu não nasci para dona de casa. Não nasci, pronto!

Não gosto de limpar o pó.

Não gosto de aspirar.

Não gosto de lavar a loiça.

Não gosto de lavar o chão.

Não gosto de lavar casas de banho.

Não gosto de engomar.

Não há nada que me dê real prazer fazer no que à limpeza da casa diga respeito.

Encaro tudo como uma obrigação.

Mas quando o faço gosto de o fazer bem feito. Não me permito fazer menos que isso. É para limpar é para limpar.

Se há coisa que me dá imensa satisfação é ver a minha casa limpa e organizada. É outro conforto, outro bem-estar. 

Quando a casa está suja e existem coisas desorganizadas instala-se logo um mau-estar interior. É certinho!

Infelizmente a casa não se auto-limpa. É pena! 

Por isso comecei  a matutar num esquema cá para casa que me fizesse perder pouco tempo com ela diariamente. O menos possível. Objetivo: andar com ela sempre limpa e organizada.

É verdade que não há esquemas perfeitos, e aquilo que serve para mim, de certeza que não servirá para outras pessoas. Nem é esse o propósito deste post.

Mas se com a minha partilha poder ajudar um bocadinho quem sofra do mesmo síndrome que eu, então já valeu cada palavra escrita.

Dissertações à parte, comecei logo por pôr em causa o esquema que serviu até aqui. 

A limpeza da casa ser feita toda numa manhã do fim de semana. Dia escolhido, o sábado. Limpeza feita a dois. Domingo à noite, engomar a roupa.

Existem prós e contras deste plano.

Prós. Um único dia para pensar em limpezas. A casa fica toda limpinha de uma só vez. 

Contras. O fim de semana fica super encurtado. Guarda-se tudo para os dias de descanso. Surgindo um programa qualquer no sábado de manhã, a limpeza acaba por ser adiada e passa para a semana seguinte.  Mesmo havendo tarefas repartidas, o exercício da limpeza cansa pois há muitas coisas a fazer.

Já houve alturas em que aconteceu fazer essa tarefa sozinha, por força das circunstâncias e fico cansada, mal humorada, azeda mesmo!

Parece que estive a pagar uma pena qualquer. 

Portanto, estava fora de questão manter este esquema que agora serviria apenas a um.

Ainda pensei todos os dias limpar uma divisão da casa. Mas esta ideia rapidamente foi posta de parte. Não me agrada ter uma divisão limpa e as outras por limpar. Não me agrada andar a aspirar todos os dias. Só a ideia de repetição de tarefas me deixa agoniada. E todos os dias pegar no aspirador? Chiça, mas eu fiz mal a alguém?

Pus-me então à procura, a ler, a informar-me sobre métodos que me pudessem ajudar a encontrar um esquema que se adaptasse ao meu perfil de dona de casa, à nossa casa, à minha vida e à do P., que fosse exequível e que eu conseguisse fazer facilmente sem me aborrecer e cansar. E mais do que isso, pudesse valer futuramente.

E ao fim de algum tempo à experiência, acho que consegui arranjar um esquema que me agrada bastante e que é perfeitamente viável quando voltar à vida ativa. Claro que este novo esquema está sempre aberto a novos ajustes. Tudo o que me facilite a vida é bem-vindo.

Partindo de alguns princípios do métodos como o Fly Lady, Speed Cleaning, bem como dos 30 minutos diários, elaborei o meu Plano de Limpeza Semanal, que apenas surte efeito conjugado com o Plano das Rotinas Diárias.

Os dois Planos estão neste momento na porta do meu frigorífico. Duas folhinhas que andam a fazer verdadeiros milagres deste lado. Porque definir e registar metas e objectivos a cumprir não nos orienta apenas em direção a eles. Metade do caminho fica feito, depois só falta a outra metade para os alcançar.

Da parte do P. só preciso que ele participe ativamente no cumprimento do Plano das Rotinas Diárias. Aliás, a maior parte das tarefas já eram cumpridas. A ideia aqui é implementar e zelar para que tudo funcione. Existe essa responsabilidade por parte de cada um. É que falhando o Plano das Rotinas Diárias o Plano das Limpezas Semanais vai por água abaixo.

Xi, este post já vai demasiado longo. Por hoje fico-me por aqui.

Só para concluir, apenas acrescento que nunca andei com a casa tão limpa e organizada e tão satisfeita por perder tão pouco tempo por dia para que tudo resulte. Ah, e finalmente o fim de semana passa a significar efetivamente tempo de descanso e lazer.

Ficaram com curiosidade em saber mais?

Amanhã eu volto...  :)

Beijinhos

15 comentários:

  1. Lamento estares desempregada, infelizmente agora e o prato do dia.

    Estou curiosa, quero saber tudo acerca desse plano tão bom. Fico a espera.

    ResponderEliminar
  2. E vivam as limpezas!
    P.s.: Lamento o facto de estares desempregada.

    ResponderEliminar
  3. A esperança é a última a morrer...não deves perder a esperança de ser colocada.
    Sei que as coisas não estão fáceis ...mas nada é impossível (e como eu sei o do que falo...já não foi um ano nem dois que passei pelo que estás a passar.
    Quanto às tarefas domesticas, acho mesmo que o segredo é tentar manter tudo limpo e organizado, para evitar ter que passar hora sem fim a fazer tarefas domésticas.

    ResponderEliminar
  4. Luarte,
    Tenho muita pena, lamento sinceramente que te vejas a braços com essa situação. Se para já não há volta a dar, tenta aproveitar o tempo da melhor forma! Quanto ao teu novo método de organização, venham de lá ideias! Acho que já tenho o meu ritmo organizado, mas gosto sempre de ouvir outras possibilidades.

    Uma beijoca

    ResponderEliminar
  5. Querida Luarte,
    Entendo a tua frustração e lamento a tua situação, que espero ser passageira.
    Quanto às limpezas, são chatas, uma obrigação, mas acima de tudo uma necessidade. Eu partilho também da tua "aversão" a tarefas domésticas, mas são um mal necessário.
    Eu também criei um "esquema" mental para facilitar a minha vida doméstica. Quando nos organizamos tudo se faz. E pior que ter de fazer as lides domésticas é não as fazer e ver a casa transformada num caos.
    Para mim ter a casa limpa e organizada relaxa-me e faz-me sentir melhor.
    Faço um pouco todos os dias, estipulei dias para engomar a roupa (que abomino) para não deixar acumular e ficamos com o fim-de-semana só para nós para ser disfrutado em pleno.
    Beijinhos grandes!

    ResponderEliminar
  6. Eu também detesto vida de dona de casa por isso fico deste lado à espera!! :)

    ResponderEliminar
  7. Olá Lu, lamento muito essa situação... já havia pouca gente desempregada, ainda pensam em reduzir mais, depois é no que dá.

    Estou ansiosa por esse método!
    Não é que não goste de fazer as coisas em casa, mas se as puder fazer depressa e bem :D)

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  8. fixe! A parte da organização das limpezas, claro! Era o post que eu precisava para mim! :) Fico à espera de mais...

    ResponderEliminar
  9. Ola Luarte,

    Lamento muito que estejas nessa situacao e que tenha sido da forma que foi. E injusto! Poroutro lado (o meu lado mauzinho) e bom ter-te de volta com mais frequencia pois como muitas outras das tuas leitoras tinha saudades de te ver por aqui (pena a maneira que e, mesmo). Quanto ao resto do post parece que fui eu que o escrevi pois nao gosto de limpar e arrumar a casa mas detesto ve-la suja e desarrumada. Conhecia o Fly Lady mas nao o Speed Cleaning. Vou dar uma olhadinha por la. Beijinhos e espero do fundinho do meu coracao que consigas arranjar qualquer coisa a nivel de trabalho. Cristina xxx

    ResponderEliminar
  10. Fiquei curiosa ;-)
    Tenho pena que estejas a passar por essa situação (tenho pessoas na familia que também estão na mesma). Espero que tudo corra pelo melhor. Bjs

    ResponderEliminar
  11. Obrigada a todas vocês pelas palavras amigas e de esperança :)
    Um beijinho grande***

    ResponderEliminar
  12. Também odeio a rotina doméstica. E no início surtava quando alguem deixava coisas jogadas, sentia como se meu esforço não valesse nada.... depois que criei rotinas...e aprendi a dizer não (sim as pessoas acham que por você não estar empregada, quer dizer que você não faz nada - e ficam te pedindo coisas..) Estou bem melhor comigo e com os outros também...

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderEliminar
  13. Lamento que neste momento,faças parte das estatisticas do desemprego... Aproveito para te dar os parabens pelas excelentes dicas que dás no teu blog (que consulto frequentemente), este plano diário de limpezas em 30m, é fantástico, resulta, e nunca me teria ocorrido!
    Obrigada por partilhares!

    ResponderEliminar
  14. As limpezas de manutenção de uma casa são sempre complicadas para alguém com pouco tempo como eu. Mas ao seguir-se um plano de limpeza ajuda em muito. Gostei do seu plano de limpeza e aproveito para lhe de agradecer o seu trabalho pelo excelente artigo. Parabéns...

    ResponderEliminar
  15. Subscrevo na íntegra!
    E já estou em casa há longos 5 anos :-(

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)