terça-feira, 23 de abril de 2013

Cómoda antiga II

E no seguimento do post de ontem (aqui), venho partilhar os meus últimos dias na arrecadação.

Sempre escondida, mais parecia que estava enfiada num bunker :P

Primeiro foi decapar, neste caso desencerar toda a cómoda. Que trabalheira e que sujeira.

Depois foi fazer tratamento de prevenção com Cuprinol. Virei e revirei a cómoda de pernas para o ar, para que não escapasse milímetro.

E só depois começou a fase das pinturas.



Escolhi uma tinta de água, lavável, num tom branco areia, da Bondex. O resultado é um tom champanhe.

Fui fazendo tudo aos bocados e conforme havia tempo. O importante era ter o máximo cuidado para não levantar suspeitas. Estava empenhadíssima em fazer uma surpresa ao P. :)

Estão a ver o que é andar com ferramentas, tintas e afins para cima e para baixo, mais produtos e utensílios de limpeza para limpar a porcaria toda? Acho que não estão a ver...

Lavar pincéis às escondidas e pôr a secar às escondidas...

Voltar para casa antes que o P. chegasse do trabalho. Tenho a arrecadação no último andar do prédio.

Julgo que deu tanto ou mais trabalho o jogo do esconde-esconde como o da renovação da cómoda :P

Houve um dia em que por pouco não fui apanhada! Queria o P. que eu o ajudasse a levar uma arca que estava na garagem para a arrecadação. Alguma vez? Eu estava com uma enorme dor no cóccix (estava nada!). Podia eu lá andar a fazer esforços? Não podia! Ufa, foi por um triz.

E lá continuei eu...

A cómoda levou 3 demãos.

Graças à internet, descobri o estilo de mobiliário desta cómoda.

Bastou colocar algumas características que se evidenciam para descobrir que se trata de uma cómoda do estilo barroco joanino.

Evoca com fidelidade um dos períodos de ouro do mobiliário português no reinado absolutista de D. João V. Uma época de fausto e de grandeza artística que recebeu inúmeras influências europeias, mas que criou um dos estilos de mobiliário português mais singulares de sempre.

Do estilo D. João V destacam-se como principais características no mobiliário a ostentação com as suas formas elaboradas, arrendondadas e onduladas, o maciço da madeira e toda uma símbologia de figuras que evocam poder, força e fortuna (ex: águias, garras que seguram bolas, etc...), a talha profunda e bem trabalhada.

Tentei não descaracterizar demasiado a peça. Saber informação tão importante sobre o seu estilo e toda a sua simbologia condicionou bastante as minhas opções. Inicialmente ainda pensei trocar puxadores, mas não passou disso mesmo, de uma ideia inicial (ainda eu ignorava um conjunto de coisas). A cómoda já era linda sem mais. Não havia muito que inventar. Decidi simplesmente pintá-la para lhe dar um ar mais fresco e romântico e poder ligá-la com o mobiliário que tenho em casa.

Dando continuidade ao trabalho, passei betume judaico e escureci os puxadores e o escudo central das gavetas. A ideia era criar um bonito contraste entre o claro e o escuro. 


No fim lixei algumas arestas e a cómoda estava finalmente pronta.



Nesse dia, em que dei por terminados os trabalhos, pouco depois do P. chegar a casa disse-lhe que precisava de trazer umas coisas da arrecadação. Vários sacos. Seria mais fácil se me ajudasse.

E o P. lá foi comigo.

Quando entrou na arrecadação deu logo de caras com uma cómoda bem diferente daquela que conheceu.



Ficou a olhar, a apreciar, sem nada dizer. Passados uns bons segundos, comecei eu: "percebes porque nestes últimos dias tenho andado cansada?"

Ao que ele respondeu: "Percebo... a cómoda está espetacular!" E sorriu :)

Yuppi!!!

E como o que tem de ser tem muita força, a cómoda foi para o meu quarto, para o lugar que sempre esteve à sua espera. Para o lugar que lhe foi prometido e que nem os reveses da vida impediram que deixasse de ser o seu sítio, o seu espaço.



Ei-la com o espelho, também ele reciclado às escondidas (ver aqui e aqui). E como esta cabecinha não para, já estou a pensar dar uma pequena nova achega ao espelho num dia destes :P






Deu trabalho, mas acho que valeu todo o esforço e todo o jogo do escondidinho. Porque se não fosse assim penso que a cómoda ficaria com toda a certeza mais uns aninhos pela arrecadação. E estou a ser apenas otimista!:P


E para terminar, quero deixar dois agradecimentos especiais. 

O primeiro vai para a Adriana Arrigada, uma criativa na renovação de mobiliário e autora do blog Refresh & Play, que há uns bons meses me deu imensas dicas úteis e excelentes sugestões. 

O segundo vai para a minha inestimável e querida amiga Lúcia, do blog Dama das Camélias, que está sempre disponível para mim e que também me deu importantes conselhos para a concretização deste projeto. Só tenho pena que não me tivesse emprestado a sua Catarina, porque tenho a certeza que o trabalho seria bastante mais fácil :P. Chegaram a ver o bonito roupeiro que a Lúcia reciclou com a sua mega-ajudante e a sua mini-inspetora de serviço (ver aqui)?


Beijinhos

47 comentários:

  1. Ficou, simplesmente ESPECTACULAR!
    Está perfeita, parabens :D

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, ce :)
      Finalmente tenho a minha cómoda no sítio que queria.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Fantástico. Adorei!...
    Parabéns, ficou mesmo linda.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Bemmmmmmmmmmm!!!!!

    Ficou simplesmente MARAVILHOSA!!!!

    Um excelente antes e depois.

    Bjs,
    MJ

    ResponderEliminar
  4. Ficou super bonita!!! Agora são mais evidentes os detalhes... acho que com essa nova cor ganhou muito. Parabéns!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rossalina :)
      Também acho que a peça ficou mais valorizada.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Ficou linda, Luarte! Fizeste um óptimo trabalho, ficou com aspecto "clássico mas levezinho"...

    Nota 20!

    Beijinho,

    Pipinha

    ResponderEliminar
  6. Olá que bela peça :)
    Ficou muito bonita a tua comoda ,gostei da cor escolhida ,que trabalheira ,e o esconde esconde do P.
    Os meus parabéns ,ficou bem ai nesse cantinho.
    Quero saber onde vais colocar a peça que tinhas ai antes?
    E já agora preciso de mãozinhas para um camiseiro a reciclar cá em casa ;)
    bjs linda
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lulu, a cómoda que estava no quarto passou para a sala, já que é da mesma linha do aparador.
      Se precisares de dicas para a reciclagem desse camiseiro estou às ordens.
      Agora mãozinhas é que será mais difícil :P
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Bem bonita mesmo, dá trabalho mas no final ficamos felizes com o resultado, e isso é que importa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Ficou lindissima! Parabens pelo trabalho!

    ResponderEliminar
  9. adorei a transformação, tenho um roupeiro para pintar (haja tempo para o lixar)mas pensava que no fim seria bom dar uma de mão de verniz para proteger a pintura.
    Continuação de bom trabalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Sofia :)
      Posso dizer-te que o que me valeu na parte da decapagem foi um líquido desencerador e uma escova de aço e por fim uma palha de aço. Experimentei inicialmente com lixa mas estava muito difícil.
      Tive sempre o cuidado de passar estes utensílios no sentido dos veios da madeira para não riscar.
      Quanto à tinta que escolhi, optei pela da Bondez Style Seda. Não precisa de verniz para impermeabilizar. A tinta é lavável.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada pelo esclarecimento!! Vou comprar essa tinta. O roupeiro não está encerado, vou passar um lixa fina para (com a ajuda da lixadeira eléctrica) para a tinta "agarrar" melhor.
      Beijinho

      Eliminar
    3. Faz isso :) Depois diz como correu.
      Boa sorte!
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Ficou linda, sem dúvida!
    Tenho uma cómoda muito escura na nossa entrada, que é muito parecida com a tua mas não tem as pernas altas. Só de pensar na trabalheira que seria retirar toda a cera que tem, mudo logo de ideias e tento apreciá-la como está :)
    A minha tem também uns puxadores em latão, que eu gostaria de aclarar em vez de escurecer como tu fizeste,

    Parabéns, ficou muito bem no teu quarto! (E parabéns pelo trabalho de dissimulação hehe)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Carla :)
      Para tirar a cera usei um líquido desencerador, uma escova de aço e palha de aço. Tentei inicialmente a lixa, mas era difícil.
      Em relação aos puxadores, desconheço se existem produtos que aclarem. Mas é uma questão de te informares. Em último caso podes pintar a spray.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Para aclarar os puxadores basta poli-los ou limpá-los com lã de aço. Para prevenir a oxidação e conservar o tom, pode aplicar-se um verniz em spray específico.
      Sabes, é que marido é muito conservador e gosta mais das coisas originais... mas aos poucos vai dobrando :)

      Eliminar
  11. Háaaa... Linda simplismente. linda!!! Parabéns.....

    ResponderEliminar
  12. Nem tenho palavras...gosto tanto mas tanto destas peças k nem sei o que te dizer! Amei! E não me importava nada de a ter em minha casa! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sini, se fazes realmente gosto em ter um peça destas porque não procuras no OLX ou Custo Justo? Encontra-se imensa coisa e a bons preços. Claro que tens ainda a possibilidade de procurar em lojas, mas são muitíssimo mais caras, caso estejamos a falar de peças relíquia, em madeira maciça e com história
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Já comprei um pechiché e 2 mesinhas de cabeceira Queen Anne no Custo Justo há uns tempos! Agora falta-me jeito e o "Know how" para me aventurar!!

      Eliminar
    3. Se precisares de ajuda, estou disponível :)
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Que lindaaa!!! Adorei o resultado final (como já era de esperar!) o branco fica sempre bem nesse tipo de mobiliário antigo. Não perdeste nada, só ganhaste, ficou linda linda.
    Obrigada pela referência, o meu sentimento por ti é igual, és mesmo uma querida e é um prazer falar contigo (ainda que a nossa amizade seja apenas virtual)!

    Adoro essa tua história de gato e rato com o P. no final acho que ele até agradece que assim seja porque o poupas naquela história do "ajuda-me lá..." eheheh.
    O meu agradecia :)

    Um grande beijinho querida Lu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Lúcia. Tens toda a razão. No fim eu é que verguei a mola e ele fica com o trabalhinho todo feito :P
      Um grande beijinho e um forte xi-coração.

      Eliminar
  14. Adorei ,que peça linda saiu daí! Parabéns!

    ResponderEliminar
  15. Olá Luarte,
    Ficou Linda!... Linda!... Linda!...
    Tivesse eu coragem para me aventurar tal como tu e a Dama das Camélias... e era o que fazia a uma pequena arca de madeira escura feita pelo meu avô.
    Acho que ando a adiar demaiado tempo... não tarda... ganho coragem e aventuro-me. O problema é que não tenho nem varanda nem arrecadação e o lixo era todo feito dentro de casa...
    Mas gostei da tinta que não é necessário verniz e é lavável...
    Bjs,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Teresa C. :)
      Queres um conselho? Não adies esse projeto de renovação da arca que um dia o teu avô fez. Vais ver que no fim valerá a pena todo o tempo gasto. Eu estou super orgulhosa da minha cómoda e feliz por ter conseguido sozinha fazer aquilo que um dia também achei não estar à altura de conseguir fazer.
      Em relação à falta de espaço, olha só o exemplo da Lúcia. Ela renovou um roupeiro dentro do quarto com uma bebé pequena. Desde que protejas bem o chão, não há stress. Os produtos que usei nem sequer tinham cheiro. Se tivessem eu teria asfixiado na arrecadação. Trabalhei sempre de porta fechada e só com uma janelita pequena aberta.
      Eu optei por essa tinta lavável, exatamente pela razão de não precisar de outros acabamentos.
      Se quiseres levar esse projeto avante e tiveres dúvidas, eu estou disponível e à distância de um e-mail para te ajudar.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Olá Luarte, ficou realmente linda. Se for possível gostaria que me explicasses como é que escureceste os puxadores e o que é "betume judaico". Mais uma ideia inspiradora que partilhas, obrigada. Beijinhos. :) Sandra M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Sandra M. :)
      Eu uso betume judaico líquido e é super fácil de aplicar.
      Basta calçares umas luvas e com um trapo embebes um pouco no líquido e passas na peça ou peças que pretendes escurecer ou envelhecer. Eu já utilizei nos mais diversos trabalhos. Basta ires à barra lateral do blog e colocares "betume judaico" em "pesquisar neste blog" e vais encontrar muita coisa. Se precisares de mais alguma informação diz.
      Beijinhos

      Eliminar
  17. Olá,ficou linda esta cómoda, esta é realmente a melhor cor esta peça, parabéns.
    Também costumo reciclar alguns móveis,aliás reciclei toda a minha cozinha que era de madeira escura. Depois de lixar costumo aplicar primário e depois a tinta, principalmente se a cor de origem for escura, acho que assim gasto menos tinta e aplico-a mais fácilmente. Bjs, Ana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Ana :)
      Eu também passo algumas vezes primário, se a ideia for manter no final toda a pintura uniforme. Poupa-se em tinta é verdade. Aqui a primeira demão serviu de primário e mesmo com 3 demãos não gastei mais de 0,75 L de tinta. Além disso como a ideia era lixar algumas das arestas no fim, usar neste caso o primário iria dificultar a tarefa.
      Obrigada pela tua partilha.
      Beijinhos

      Eliminar
  18. PARABÉNS!!! Ficou linda, um resultado muito profissional. Deve ter dado uma trabalheira... mas valeu a pena, Luarte, foi uma belíssima recuperação. Gostei muito!!

    Beijoca

    ResponderEliminar
  19. Ficou espetacular! Gosto do branco!! :D

    ResponderEliminar
  20. Ficou linda mesmo. Não me canso de dizer que és uma artista e muito criativa. Bjs :D

    ResponderEliminar
  21. Trabalho lindíssimo realizado por uma artista de grande criatividade e muito talento. Sem palavras para descrever a inspiração que causas em todos os teus leitores. Beijos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com tantas palavras elogiosas eu babo :P
      Obrigada por gostares de cá vir.
      Beijinhos

      Eliminar
  22. UAU... Ficou fantástica, a transformação é incrível. Estou pasmada a olhar para a tua cómoda, ficou mesmo linda.

    A minha mãe tem dois aparadores na sala de Madeira escura e assim parecidos com a tua cómoda, que já não se enquadram na decoração e estamos sempre a falar em pintá-los de branco e a dizer que iam ficar lindos mas nunca temos coragem.

    Fico sempre a achar que vamos fazer asneira, estragar os móveis e que depois é que já não vão ter solução.

    Queria ter a tua coragem pois não me canso de apreciar as tuas fotos do antes e depois. E os puxadores fizeram um contraste de arrasar. LINDA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Te :)
      Se querem mesmo renovar esses aparadores, não tenham medo.
      Sendo a madeira de boa qualidade e escolhendo bem os produtos a usar, não há maneira de estragar os móveis.
      Se precisares de dicas, eu posso dizer-te que produtos usei e como fiz. Acho que pode ajudar. Basta que me envies um e-mail.
      Beijinhos e obrigada pelo teu comentário.

      Eliminar
  23. Olá, Luarte!
    Ficou absolutamente fantástica! A cómoda tem uma linhas muito bonitas e o branco ainda as realçou mais. Foi precisamente o que disse à Lúcia sobre o roupeiro dela quando o pintou de branco. Parabéns! Valeu todo esforço ;)
    Bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
  24. OLá, ficou maravilhosa.
    Que tinta você usou?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinta acetinada de interior, lavável, tom branco areia, da Bondex.

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)