sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Produto caseiro de limpeza multi-usos

Depois de muito ler acerca do uso de certos produtos de limpeza caseiros, resolvi também experimentar e testar resultados.

Considerados como igualmente eficazes na limpeza, estes produtos são mais sustentáveis, menos tóxicos e mais livres de químicos, responsáveis por muitas irritações, alergias, e outros problemas de saúde.

Têm ainda a vantagem de nos poderem fazer poupar uns trocos porque muitos dos ingredientes usados são de baixo custo e a maior parte existe em qualquer despensa. Algumas misturas podem ainda ser usadas como multi-usos em praticamente toda a casa, reduzindo, por conseguinte, o número de embalagens e produtos que utilizamos.

Antes de testar a receita que vos deixo, andei a usar no w.c. uma mistura muito conhecida de vinagre (1 copo), água (2 copos), detergente da loiça (1 colher de chá) e limão (1 colher de sopa). Mas entretanto, nestes últimos dias, e inspirada num vídeo que vi (aqui) tenho utilizado outra mistura que para mim é muito melhor que a anterior. Fiz ligeiras alterações nas quantidades dos ingredientes e o que tenho a dizer é que estou muito contente e satisfeita com os resultados alcançados. Estou mesmo fã desta solução! :)


Produto de limpeza multi-usos

800 ml de água
4 colheres de sopa de vinagre de vinho branco
4 colheres de chá de bicarbonato de sódio
sumo de meio limão
1 colher de chá de sal

Mistura-se tudo pela ordem com que são indicados os ingredientes e coloca-se a solução num borrifador (reaproveitei a embalagem de um produto de compra). E temos um produto caseiro de limpeza multi-usos sempre pronto a usar.

O vinagre tem o poder de desinfetar, limpar com facilidade e em profundidade, desengordurar, e neutralizar odores. O limão tem propriedades muito semelhantes ao vinagre nas limpezas, e é um poderoso agente branqueador que misturado com sal é excelente para dar e devolver o brilho e eliminar manchas. Tem uma poderosa ação antibacteriana e  um cheirinho muito agradável. O bicarbonato vem reforçar o poder do limão e do vinagre. É uma substância alcalina que em contacto com gorduras funciona como uma espécie de detergente.

Só tenho a dizer bem desta solução ecológica. No w.c. borrifo as loiças e com um pano limpo e seco em simultâneo. Na banheira uso também esta solução. Pulverizo as paredes e o piso, deixo atuar durante uns minutinhos e passo um esfregão que não risque. Fica tudo limpo, brilhante e desinfetado e perco muito menos tempo a limpar porque não há espumas para eliminar, panos para torcer, etc.

Mas agora vocês perguntam: mas sem detergente, sem espuma, fica tudo mesmo limpo?

Fica!

Ao contrário do que a maior parte de nós pensa (se não faz espuma, não lava) a espuma criada pelos produtos de limpeza não significa eficiência ou qualidade na limpeza. Esse é um mito que se difundiu, mas que não passa disso mesmo. Os champôs sem parabenos e sulfatos também não fazem grande espuma, mas isso não significa que não lavem e não lavem melhor que os outros. Aliás, espuma a mais cria resíduos.

Dentro da sanita faço o mesmo, pulverizo tudo, deixo atuar por uns minutos e depois esfrego tudo com a escova piaçaba.

As torneiras ficam luzidias com esta solução e adeus manchas provocadas pelo calcário da água.

Já experimentei esta solução também no interior e nos tabuleiros do forno com gordura seca e incrustada e não é que funciona! Deixei atuar e depois passei com o esfregão da loiça, sem ter de fazer muita força e sem ter de levar com aqueles cheiros fortes das soluções abrasivas dos produtos desengordurantes de cozinha.

Excelente em superfícies lacadas.

Nos vidros e espelhos experimentei e confesso que não gostei. Prefiro utilizar a mistura que usava anteriormente no w.c., mas sem a colher de sopa de detergente.

Atenção, muita atenção: o vinagre e o limão são produtos corrosivos e, por isso, não devem ser usados em superfícies de mármore ou granito.

Beijinhos e bom fim de semana.

19 comentários:

  1. Confesso que já experimentei vários detergentes caseiros e nenhum me satisfez completamente. É verdade que são mais ecológicos (coisa que cá em casa levo muito realmente a sério), mas depois acabo por não estar confiante com o resultado final... Custa-me prescindir cheirinho do detergente do chão que deixa a casa perfumada como gosto! Custa-me prescindir de uma toalhita desinfectante para refrescar a casa de banho a meio da semana, custa-me evitar usar o meu limpa vidros para dar brilho à placa vitrocerâmica :P
    A verdade é que a maioria das pessoas usa detergentes em excesso e os meus duram e duram... Sou incapaz de encher o balde para passar o chão de uma divisão, por exemplo. Assim se poupa a carteira, mas acima de tudo o ambiente ;)
    PS- Adoro as tuas embalagens!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara, também tenho feito várias experiências e algumas delas também têm deixado muito a desejar. No entanto, estou fã desta que partilho hoje. Estou simplesmente a adorar.
      Até tenho o borrifador dentro do armário do w.c. para estar sempre a usar nas loiças. Aplico e com um pano seco limpo e deixo tudo a brilhar e desinfetado. É rápido porque não há espumas para eliminar, panos para molhar e torcer, etc...
      Toalhitas descartáveis, dispenso de todo. A questão do perfume é como a espuma, também é muito psicológico porque estar perfumado não é sinónimo de estar lavado e eu posso limpar tudo e depois borrifar o ambiente de toda a casa com uma solução de água e amaciador.
      A minha intenção é reduzir os produtos de compra, não é eliminá-los de todo, porque não me estou a ver (por enquanto) a fazer detergente para a loiça, nem detergente para a roupa. Mas há produtos que eu facilmente consigo substituir como um multi-usos, sem grande trabalho ou esforço e desde que o produto me garanta verdadeira eficácia.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Quero deixar frisado que a minha intenção ao usar um produto caseiro nem é tanto o poupar dinheiro (em determinadas circunstâncis é possível poupar-se sim), por que tal como tu, os produtos duram-me imenso tempo, mas o meu intuito é poder dar um contributo mais positivo para o planeta e tornar o ambiente cá em casa mais saudável. Pequeninas mudanças, podem fazer grandes diferenças.
      Beijinho*

      Eliminar
  2. Tenho mesmo de experimentar para ver se funciona na banheira! Eu uso sabão clarim para lavar as loiças da wc - esfrego numa esponja que não risca, depois limpo com um pano; por ultimo vaporizo as loiças com agua oxigenada e seco com outro pano! Há um abo que funciono assim! Para o chão uso pano do pó no swifer que depois de sacudido volto a usar da próxima vez! E para lavar uso agua com vinagre e gotas de óleo essencial de lavanda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que esta solução funcione na sua banheira como funciona na minha. Se experimentar, depois diga o que achou dos resultados. Pode ser? Para o chão qual a proporção que usa de vinagre e água? No chão confesso que ainda não me aventurei nos produtos caseiros. Só e apenas no soalho de madeira que lavo com água e amaciador da roupa.

      Eliminar
    2. Não tenho uma medida mas coloco umas 4 esguichadelas para dentro de agua e uma 5 gotas de óleo essencial! Contudo da próxima vez vou colocar primeiro o óleo dentro de uma colher de álcool ou agua destilada porque acho que assim se misturara melhor!

      Eliminar
    3. Obrigada pelas sugestões :)

      Eliminar
  3. Olá luarte :) Já experimentei várias fórmulas mas ainda nenhuma me convenceu completamente,agora vou experimentar esta tua :p

    Sou um pouco como a Sara, gosto daquele cheirinho, embora concorde contigo!

    Obrigada por esta partilha!

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ce, convido-te mesmo a experimentar esta. Depois diz-me...
      Eu percebo muito bem o que a Sara diz, o que tu dizes e o que a maior parte das pessoas pensa. Eu também pensava muito assim, mas a pouco e pouco tenho vindo a mudar a minha visão das coisas e a ver a espuma e os perfumes com outros olhos ;)
      Beijinhos*

      Eliminar
  4. Nunca tentei usar produtos de limpeza feitos em casa, não sei se terá o mesmo resultado e como os meu produtos duram muito tempo ainda nem tentei fazer algo assim.

    O que já pus em pratica foi algumas aplicações do que escreves-te no post sobre o amaciador da roupa. O meu limpa móveis acabou e não voltei a comprar, a mistura de água e amaciador com um pano de microfibra deixa os moveis brilhantes e a roupa borrifada na hora de passar a ferro também fica com um cheirinho gostoso.

    Adorei e agora não faço de outra maneira. Pode ser que experimente este teu detergente caseiro e também goste. :-)

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Olá, Te :)
    Só experimentando podes ter termo de comparação.
    A razão porque quero continuar a usar determinados produtos caseiros não é pela poupança que possa fazer (em alguns casos pode-se poupar, mas noutros poderá ficar ela por ela ou até mais caro). A principal razão é mesmo a questão ecológica e por serem ingredientes muito mais saudável e menos tóxicos para a saúde.
    Gostei de saber que gostas da solução do amaciador nos moveis e na roupa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Amiga ,produtos caseiros ainda não experimentei ,mas quero faze lo .Vou experimentar esta recita ,quando obter os resultados aviso
    bjs
    Lulu


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Lulu :)
      Se tens curiosidade, acho que deves experimentar esta receita ou outra. Acaba por ser engraçado pesquisar sobre e perceber as vantagens que podemos retirar de cada um dos ingredientes. Contruímos fórmulas químicas, tornamo-nos uns verdadeiros cientistas :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Luarte, tens toda a razão! É muitíssimo interessante e aprende-se bastante.

      Quanto a estas alternativas caseiras, sou uma adepta convicta. Não por necessidade, felizmente, mas por convicção. Tal como tu gosto de experimentar, acrescentar, retirar, ajustar, até encontrar a fórmula que mais me convém.

      Para mais, as "composições" feitas em casa, além de menos agressivas, andam sempre de mãos dadas com a poupança.

      Beijinhos, uma boa semana

      Eliminar
    3. Olá, Paula_2700 milhas :)
      Obrigada pelo teu testemunho. Acho que os nossos motivos são em tudo muito semelhantes.
      Acho que o difícil é mesmo dar o primeiro passo, experimentar e perceber como funcionam os ingredientes na limpeza e que partido podemos tirar do seu uso.
      Quando conseguimos encontrar fórmulas que nos satisfazem, difícil será voltar atrás :)
      Beijinhos e boa semana para ti também.

      Eliminar
  7. Estou a um tempo atras de produtos casseiros....esperimentarei....beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)
      Aconselho mesmo a experimentar.
      Beijinho

      Eliminar
  8. Olá, Luarte!
    É a primeira vez que venho ao teu blogue, e deparo-me logo com este tema, que muito me interessa. Ultimamente, tenho andado a experimentar detergentes caseiro. Costumo usar uma solução de água, vinagre e cascas de laranja (para aromatizar) na cozinha. Estou a gostar muito, mas confesso que agora fiquei assustada. Dizes que não se deve usar vinagre em granito e mármore? A minha bancada é de granito e sempre a borrifei com este detergente. Achas que a médio/longo prazo vou ter estragos? É que até agora não notei nada.

    Obrigada! E parabéns pelo blogue, adoro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Flor :)
      Antes de mais, sejas bem-vinda a este cantinho.
      Obrigada pela partilha que fazes da tua solução e por manifestares interesse no tema.
      Quanto à tua questão, praticamente tudo quanto li, refere o cuidado que se deve ter no uso desses produtos porque são ácidos e corrosivos para o mármore e granito. Se fizeres uma busca vais encontrar muita informação quer em português como noutras línguas. No entanto, ainda que escassa também li informação que não causa danos. A verdade é que fiquei com receio de a longo prazo vir a estragar a bancada de granito que tenho na cozinha. Porém, não sei até que ponto tanto o limão como o vinagre poderão ser assim tão danosos quando diluídos em água (seria importante informação em termos de quantidades por exemplo, mas não encontrei nada). O meu receio levou-me numa busca incessante por uma solução que me permitisse limpar, hegienizar e dar brilho à bancada sem correr riscos. Amanhã vou partilhar uma solução caseira que encontrei para contornar esse problema. Fica atenta :)
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)