quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Começar por engomar a roupa na máquina e no estendal

Pronto, pronto... tenham lá calma que ainda não endoideci! :P

Não se assustem que ainda não me deu para pegar no ferro e desatar a passar a roupa molhada ou com ela na corda.

Se querem saber mesmo, o meu sonho é um dia dispensar o uso do ferro, não porque outros a engomam por mim (essa seria a solução mais fácil), mas porque simplesmente toda a roupa cá de casa, seja de vestir, seja de uso doméstico, já não precisa. Isso sim, seria um grande feito!

Como já o disse outras vezes, eu não gosto de engomar. Faço-o porque tem de ser. É um mal necessário como a limpeza da casa.

A coisa afeta-me de tal maneira que dou por mim, muitas vezes, nas lojas de roupa a pôr de lado peças adoráveis, pela simples razão destas serem feitas em tecidos difíceis como o raio, ou com determinados detalhes, que vão ser um pincel na hora de engomar. Eu pego na pecinha e já estou logo a ver o filme todo. Com vocês também vos acontece o mesmo?

Claro que depois adoro aquelas roupas cujos tecidos nunca se amarrotam. Essas roupas são do best! Tenho umas quantas de verão. Na estação do ano em que se suja e lava mais roupa, esses tecidos são milagrosos.

A verdade é que a experiência também nos vai ensinando muita coisa e eu já aprendi algumas que me têm facilitado a vida nesta tarefa ingrata de engomar. Os meus truques são basicamente os seguintes:

Roupa pronta a ser guardada e vestida, 
sem ter sido passada a ferro
  1. Evito lavar muitas vezes a roupa. Tenho noção que a maior parte de nós lava demasiadas vezes a roupa. Salvo algumas exceções, como a roupa interior, muitas vezes basta arejarmos bem a peça  (colocando-a num cabide ou nas costas de uma cadeira onde possa haver circulação de ar), para que desapareçam os primeiros sinais de transpiração ou outros odores. A peça não tem obrigatoriamente de ir para lavar de cada vez que a vestimos. Adotando este método, consigo vestir quase todas as peças mais do que uma vez e ainda consigo: fazer durar por mais tempo a roupa (porque demasiadas lavagens também desgastam e envelhecem as peças), poupar (menos água, luz, detergente), ter menos roupa para engomar (é poupança na luz e no estado de espírito).

  2. Evito ter a máquina da roupa completamente cheia. Já percebi que a roupa sai mais engelhada quando isso acontece.

  3. Evito deixar a roupa molhada dentro da máquina. Sempre que seja possível, assim que termina o ciclo de lavagem estendo a roupa a seguir. Quanto mais tempo a roupa permanecer dentro do tambor, mais amarrotada fica.

  4. Evito velocidades de centrifugação muito elevadas. Nos dias de verão ou nos dias mais quentes em que a roupa seca rápido escolho, para a maior parte das roupas, velocidades entre 400 e 800 rotações ainda que a minha máquina dê 1200. Roupa demasiado torcida é roupa engelhada.

  5. Sacudo bem a roupa antes de a pendurar na corda. Este simples truque ajuda a que os tecidos fiquem mais direitos.

  6. Coloco estrategicamente as molas na roupa. O melhor é sempre pendurar as roupas pelas costuras. Assim evita-se que as peças fiquem deformadas e não se criam marcas em sítios visíveis que na hora de engomar serão sempre difíceis de retirar.

  7. Estico a roupa na corda. Este truque mais recente cá por casa tem feito verdadeiras maravilhas na minha vida. Depois de pendurar a peça com as molas, engomo-a com as mãos. Por exemplo numa t-shirt, ajeito e estico as mangas, depois a gola e, por fim, estico todo o corpo da peça, com as duas mãos em paralelo (nada de dar grandes esticões senão a peça acaba por ficar deformada). Este truque já me ajudou imenso em roupas que seriam muito difíceis de passar, como um casaco preto de algodão com capuz que o P. tem e usa. Assim que o casaco secou ficou impecável para ir para o roupeiro.

  8. Apanho a roupa da corda logo que esteja seca. A roupa deve ser apanhada da corda logo que for possível. Quando a roupa permanece muito mais tempo do que o necessário fica ressequida. E roupa ressequida e dura é roupa mais difícil de tratar.

  9. Dobro e organizo as roupas logo que são apanhadas da corda. As camisas são colocadas em cabides e as restantes roupas dobradas, mesmo que sejam para passar. Sim, outrora já existiu o obsoleto conceito do "monte de roupa para passar".

  10. Engomo apenas a roupa que sai à rua. É esta a regra e mesmo assim nem toda a roupa que sai à rua é engomada, como t-shirts, pólos, tops e camisolas de algodão... aplicando os passos anteriores há cada vez menos necessidade de passar o ferro neste tipo de roupa. A única exceção que abro é para as toalhas de mesa que gosto que estejam esticadinhas na hora de as usar. De resto tudo é dobrado e arrumado. 

Posso afirmar sem exageros que neste momento não engomo praticamente nada. Tirando camisas, as peças que passo a ferro são cada vez menos.

Dispensar o uso do ferro é daquelas coisas que me alegra. 

Já percebi que gastar tempo com cada um dos 10 pontos anteriores é ganhar tempo a seguir. E eu sinceramente prefiro do que depois ter de passar a ferro.

Se souberem de algum truque espetacular que me ponha as camisas impecáveis sem ferro, podem crer que estou a um passo de deixar de engomar roupa e de pôr o ferro à venda :P

Beijinhos

52 comentários:

  1. Luarte ,tudo o que aqui descreves faço pois detesto engomar :(
    O que faço que não está aqui é :sempre que posso coloco todas as t shirts,polos ,camisolas,casacos de malha num cabide e coloco a enxugar .
    Fica sem vinco e pronto a dobrar e direitinho para a gaveta.
    Espero ter ajudado
    bj grande
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Lulu :)
      As malhas prefiro secá-las na horizontal (quando molhadas as malhas ficam mais pesadas e ao serem penduradas podem mais facilmente deformar). Em relação a t-shirts, pólos e outras camisolas não tenho razão de queixa com os métodos que utilizo. O meu calcanhar de aquiles é mesmo as camisas. Gostava de deixar de passar camisas, mas ainda não encontrei uma fórmula perfeita :P
      Tens algum truque?
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Camisas ????nop nop não há ideias é lavar e engomar ainda húmidas.
      O que não é novidade ,mas faço assim
      bj
      Lulu

      Eliminar
  2. Há camisas dos tais tecidos que não engelham...
    Raramente utilizo mais dos que as 400 rpm e sigo alguns passos dos que mencionaste (evitando assim que muita roupa precise de ser passada). Se não forem passadas a ferro, algumas peças também se mantêm com bom aspeto durante mais tempo, o que é uma enorme vantagem. :)

    THE GLITTER SIDE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Alexandra :)
      Pois há camisas que não engelham! Cá em casa existem algumas, mas depois existem as outras :(
      Também estou em crer como tu que o ferro não dá lá muita vida às peças ;)
      Beijocas

      Eliminar
  3. Concordo plenamente! Lá em casa também é assim que funciona. Tudo o que não precisa de ser passado não é passado. Utilizo quase todas essas técnicas e sinceramente acho que é um trabalho que vale bem a pena As vezes oiço as minhas colegas dizerem que passam a ferro todos os dias, durante não sei quanto tempo e têm sempre roupa no cesto. Era só o que me faltava, há coisas muito mais interessantes para fazer do que passar a ferro! Aliás a ideia do cesto é um erro. Quanto menos vincos a roupa tiver, mais fácil é de passar! Prefiro organizar tudo antes e ter o cuidado de dobrar e arrumar logo do que "estar a penar" durante não sei quantas horas por semana a passar a ferro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assino por baixo! Não posso estar mais de acordo com o seu testemunho.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Bem, eu devo ser uma das pessoas que gosta de de passar a ferro ;) Mas mesmo assim, passar a ferro é o meu calcanhar de aquiles... sobretudo depois que passei a trabalhar em casa. Eu uso o ferro diariamente, o meu trabalho (modista) assim o exije e acabo por ter pouca vontade de voltar a usar o dito depois de um dia de trabalho. Também tenho hábito de dobrar a roupa mal a tiro do estendal e grande parte vai logo para o sitio, mas mesmo assim, o cesto nunca fica vazio, a sorte é que tenho onde o guardar sem ser à vista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Maria :)
      Ser modista é ter sempre o ferro na mão. São os ossos do ofício.
      Felizmente cá em casa, e com algum método, consegui deixar de ter roupa em cestos.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Eu faço igual. Se há tarefa que detesto é passar a ferro. Adoro tudo o resto mas passar a ferro é mesmo daquelas coisas que faço porque tem mesmo de ser! Com a consciência livre que a sogra não vem ver as roupas de cams, pijamas, toalhas, etc, ganhei qualidade de vida e só passo o essencial. Foi a melhor coisa que me aconteceu domesticamente - isso e fazer as camas ao estilo alemão (adoptei lençóis capas e lencóis para edredon que mudo de semana a semana mas fazer a cama assim é uma maravilha e fica sempre bonita :) )

    Ps: toalhas de mesa também passo porque osto muito de receber e ter uma mesa bonita :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois há quem passe tudo de fio a pavio... até cuecas.
      Não, isso não é para mim. Eu quero é soluções que me permitam ter uma vida doméstica limpa e organizada de forma fácil e sem complicações e me dê qualidade de vida. E qualidade de vida é ter mais tempo livre para fazer e dedicar-me ao que realmente me dá prazer :)
      Beijinhos e obrigada pelo testemunho.

      Eliminar
  6. eheheh...não podíamos ser mais parecidas!!!
    Este post, podia ser meu, não acrescentaria nem tirava mada.

    bjs,
    MJ

    ResponderEliminar
  7. eu ia dar-te a dica dos cabides mas ja falaram nela. mas k resulta olha k resulta. o truque é apertar os botoes e ajeitar a gola. precisa de ferro na mesma mas é so um toquinho á frente. e eu seco dentro de casa tudo esticadinho e bem pendurado. ate as tshirts se secarem num cabide é so dobrar e arrumar. eu nem as toalhas passo.- so as de "festa" as do dia a dia bem esticadinhas na corda ficam optimas. na corda estico tudo lençois e toalhas mesmo k faça uma pilha de 3 peças de roupa umas em cima das outras ( a corda é pequena) fica melhor do k prender so as pontas k fica todo torto e n é por isso k seca mais depressa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Beta :)
      Estou a ver que há muitos fãs da dica dos cabides. Mas não tens de sacudir e esticar a peça na mesma? É que a única vantagem que encontro é a peça ficar direita e sem o ligeiro vinco a meio (comigo é a meio porque penduro t-shirts e pólos com as molas por baixo dos braços). Esse vinco também consigo que saia bem, esticando depois de apanhadas, e desde que as peças não fiquem a secar e a ressecar na corda. Outra coisa é que tinha de comprar cabides para esse fim, porque cá em casa essas peças de algodão não são penduradas em cabides no roupeiro, mas antes dobradas e arrumadas em gavetas. Logo não tenho à partida cabides para andar a pendurar tanta roupa na corda :P (ou estarei eu a ver mal o filme?). Quanto às toalhas de mesa, as que engomo também são as toalhas de festa, as toalhas que vão para a mesa, sempre que cá tenho gente a almoçar ou a jantar. De resto é tudo dobradinho.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. cabides é facil. ou pelo menos era. eu fui a uma loja de roupa( que conhecia) e pedi para me darem e deram. regra geral deitam fora. agora tenho cabides pretos de plastico so para a roupa molhada e os do ikea de madeira para o roupeiro. sacudo so a roupa qd a tiro da alguidar para o estendal.e eu n penduro na corda k c o vento podem cair.tenho um "expositor"( agora n me lembro do nome daquilo) c rodas encostado a uma parede e é ai k penduro a roupa toda

      Eliminar
    3. http://portuguese.alibaba.com/product-gs/cheap-metal-garment-rack-with-wheels-706643837.html

      é isto que tenho.....

      Eliminar
    4. Obrigada, pela tua resposta.
      No meu caso acho que até seria fácil pendurar os cabides na corda, já que o meu estendal é interior à varanda (fica na parte de dentro e não para fora das paredes do prédio). Da próxima vez que estender a roupa, vou usar os cabides e logo vejo se me satisfazem mais ;)
      Beijinhos e obrigada :)

      Eliminar
  8. Eu faço algumas dessas, realmente a única que faço e não mencionaste foi aquela já comentada aqui, coloco camisas nos cabides e coloco os cabides no estendal, camisas ou outras vestimentas. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cris :) Tal como disse no comentário anterior (resposta à Beta) estou a ver que o truque dos cabides é muito usado. Mas tenho algumas dúvidas em relação ao mesmo, que expliquei no dito comentário. Se me puderes elucidar, agradeço.
      Beijinho

      Eliminar
  9. Muuuuuto bommm.Gosto disto,obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que seja útil a informação :)
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Eu já faço assim há algum tempo e não mudo de estratégia por nada. Consigo manter a roupa totalmente organizada e isso é um alívio enorme, porque está toda arrumadinha nos seus sítios e pronta a usar de novo.
    Algumas pessoas ficam chocadas quando digo que não passo quase nada a ferro. E não meus senhores, cá em casa não anda ninguém amarrotado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Carla :)
      Cá em casa também ninguém anda amarrotado e é um alívio não ter praticamente peças para engomar. Das camisas é que não me livro por causa do P. O trabalho exige que ande de fato e gravata :P
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Olá Luarte,
    De modo geral, sigo todos os teus pontos.
    E realmente facilita e muito a nossa vida.
    Para as coisas sairem melhor eu quando arrumo as T-shirts na gaveta, vão para debaixo das outras que já lá estão, com o peso se tiverem uma pequena ruga... acaba por desaparecer.
    Para as camisas ou blusas a técnica que conheço é: pendurar a camisa num cabide e pôr atrás da porta da casa de banho antes de tomarmos banho. Com o vapor da água quente... a humidade entra nas fibras e no dia seguinte quando vamos vestir está como se tivesse sido passada...
    Sinceramente conheço a quem resulte, a mim... nem por isso (deve ter sido por ter tomado um duche rápido).
    Bjs,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Teresa C. :)
      O único truque que conheço para as camisas também é esse, mas cá em casa os banhos também são rápidos e não dá tempo de criar vapores capazes de me engomar as peças :P Acho que só resultaria com banhos de imersão, lol.
      Beijinhos

      Eliminar
  12. eu detesto passar a ferro, mas adooooro roupa esticadinha. Passo tudo. Sou das que passa cuecas, sim senhora...ooooops

    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Sónia :)
      Não tem mal nenhum assumires que passas as cuecas. Conheço mais umas quantas pessoas que o fazem. Apesar disso não dar para mim, não critico, pois cada um deve fazer aquilo que o faz mais feliz :)
      Beijinhos e obrigada pelo teu testemunho.

      Eliminar
  13. Também detesto engomar e utilizo praticamente todas as dicas que deste, ajuda muito sim, numa hora despacho a roupa da semana, a de vestir, porque a outra é dobrar e apenas passar por cima. Quanto às camisas, apanho não muito secas e penduro logo num cabide, quando chega a hora de passar é um instante. Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Gaja Maria :)
      Também costumo aplicar esse truque nas camisas. E quando não consigo apanhá-las ainda húmidas, borrifo-as primeiro. Assim consigo passá-las num instante, o problema é que são muitas (normalmente junto camisas de 2 semanas para não estar a ligar o ferro por 4 ou 5 camisas). Em pouco mais de meia hora está tudo despachado, mas mesmo assim, preferia-a não as ter de passar (querias, não querias, Luarte?!!) :P
      Beijinhos

      Eliminar
  14. Olá,
    Parabéns pelo teu cantinho, tens sempre ideias muito, muito interessantes e bastante úteis, vou seguir o teu blog porque está fantástico.
    Beijinhos
    Paula
    mística-de-sabores.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Paula :)
      Muito obrigada pela visita, pelo comentário tão simpático e pela preferência.
      Espero encontrá-la mais vezes por aqui :)
      Beijinhos

      Eliminar
  15. Até gosto de passar a ferro, não me atrapalha mas obviamente há coisas bem melhores a fazer. Com o tempo aprendi a fazer todas as dicas que aqui falas e são uma tremenda ajuda para ter tudo em ordem e pronto a usar. Já lá vai o tempo em que tinha pilhas e pilhas de roupa para passar.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Anabela :)
      Eu só gosto de passar a ferro quando acabo :P
      Eu antes também fazia o monte da roupa para passar e era terrível. Só de olhar o que tinha ali à minha espera ficava logo com suores frios :P Felizmente acabei com isso há muito tempo.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Eu utilizo praticamente todas as técnicas que descreve, excepto a das rotações da máquina porque caí na asneira de comprar uma toda XPTO e agora é ela quem seleciona as rotações. Eu se puder fugir ao ferro nem penso duas vezes, mas trabalho por turnos e quem estende e apanha é o marido e nem sempre corre da melhor maneira. Mas por outro lado, não tenho que estender e apanhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, sramos :)
      Desconhecia existência das máquinas que selecionam automaticamente as rotações (sempre a aprender). Mas ela seleciona de acordo com o programa de lavagem que seleciona primero, certo? Tente escolher programas que já saiba que as rotações serão menores. Normalmente programas para roupa delicada são os melhores. Fica a sugestão.
      Quanto ao problema dos maridos apanharem a roupa ou estendê-la tem os seus quês. Se não estiverem sensibilizados para a importância de adotar certos rituais, vão estender e apanhar como sabem e não andam cá com mariquices (se não forem eles a passar). O meu faz igual.
      Beijinhos

      Eliminar
  17. Eu sou das que passa tudo e de ver a roupa bem dobrada/passada nas gavetas. Para facilitar a tarefa evito programas que a torçam muito, estendo-a o mais direita possível e sempre segura pelas costura e dobro-a bem mal a apanho e as camisas vão logo para cabides. Ter um bom ferro, com caldeira potente também ajuda (muita roupa, passo-a meio-dobrada como é o caso da roupa de casa/pijamas e t-shirts interiores). Bjs
    http://entreameianoiteeastres.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Anais :)
      Obrigada pelo seu testemunho.
      Concordo que um ferro de caldeira pode ser uma ajuda preciosa para quem passa muita roupa.
      Beijinhos

      Eliminar
  18. Olá Luarte!
    Desconhecia o ponto 4... Mas vou começar a aplicá-lo!
    Por vezes é difícil apanhar a roupa logo que esteja seca, mas quanto mais dura mais difícil de passar. Para além disso, odeio quando as toalhas de banho ficam de tal modo secas que parecem tábua, ao passar no corpo é desconfortável!
    Lá por casa ainda se aplica o modo "roupa ao monte"...
    Um beijinho

    Cleide
    os3cs.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cleide :)
      Sim, é verdade, por vezes é difícil apanhar a roupa logo que esteja seca. Entre o apanhá-la húmida ou ressequida, é sempre preferível a primeira opção. Mas quando não é possível, também se pode borrifar a roupa com um frasco doseador com água e amaciador. Também já partilhei esse truque aqui no blog e resulta muito bem, até mesmo com as toalhas do banho: http://ideiasdebaixodotelhado.blogspot.pt/2012/04/roupa-mais-suave-cheirosa-e-facil-de.html
      Quanto ao monte de roupa, se começarmos a pensar e a abominar a sua existência, rapidamente acabamos com o maldito :P
      Beijinhos

      Eliminar
  19. A minha máquina tem uma opção anti-vincos que deixa a roupa muito mais fácil de engomar! Não uso molas, só em meias e roupa interior. Deixam marcas. Até nem desgosto de passar a ferro, passo tudo menos roupa interior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OLá, Moa :)
      A minha máquina também tem essa funcionalidade, e embora já a tenha utilizado muitas vezes, se queres que te diga, não noto grande diferença, se não tiver os cuidados que menciono aqui. Quando dizes que não usas molas, o que usas na sua substituição? Cabides?
      Beijinhos

      Eliminar
  20. Olá Luarte,
    algumas dicas para as camisas (o meu também as usa diariamente):
    - comecei a comprar "easy iron" quando tive que substituir algumas;
    - coloco só as camisas (normalmente em grupos de 3) uns 20 minutinhos na máquina de secar (a minha tem os últimos 10 com ar frio) e ficam praticamente sem rugas. Quando as vou engomar não demoro mais que dois ou três minutos a engomar cada uma. Gasto na mesma electricidade mas pelo menos poupo-me. E sim gosto de ver as pessoas vestidas com roupa bem engomada, mesmo T-shirts. E para mim, tudo o que é para sair à rua tem que ser engomado excepto aqueles tecidos especiais que não necessitam de ferro.
    Beijinhos a todas e obrigada Luarte por toda a sua ajuda.
    Ana Martins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Ana Martins :)
      Obrigada pelas tuas sugestões.
      Eu também não levo mais de 3 minutos a engomar uma camisa, mas queria ainda levar menos ou em algumas delas nem lá pôr o ferro.
      Tal como tu, gosto de ver as peças esticadas, mas gosto mais de me poupar a mim e de ideias que me permitam dispensar o ferro, sem que para isso alguém cá em casa tenha de andar amarrotado.
      A última coisa que experimentei, por sugestão de várias leitoras, foi colocar as camisas a secar em cabides (no FB do blog partilhei a imagem). E por iniciativa própria baixei ainda mais a rotação da centrifugação. Ainda não as engomei, mas de aspeto parecem-me muito boas.
      Beijinhos

      Eliminar
  21. Olá Luarte!

    Já tinha saudades de vir aqui ao teu cantinho. Ora bem, eu gosto de fazer várias tarefas domésticas, mas tirem-me o ferro, pois quando preciso de passar a ferro, tem mesmo de ser. A minha mãe adora. Em 1 minuto ela passa uma camisa, eu não pude acreditar quando vi a rapidez da minha mãe, ela trabalha em casas particulares há muitos anos. Houve uma patroa da minha mãe que já a elogiou, disse-lhe, que ela passa a ferro melhor, do que a patroa dela levar a roupa para uma lavandaria, por isso, já podes ver como fica a roupa das madames, lool. Quando estou naqueles dias não, hoje não e não passo a ferro. Levo á minha querida mãe, que num esfregar de olhos, passa a roupa num instante.Mas sem exageros, ela já tem 67 anos e eu só lhe peço ajuda, quando preciso mesmo. oh mas que tarefa que nos podia ser facilitada... Adorei este teu post. Faz uma visita ao meu blog. beijinhos

    http://ocantinhodasnia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Sónia :)
      O que não vale uma mãezinha :)
      Beijinhos e tudo de bom para ti.

      Eliminar
  22. Olá! Há muito tempo que não comentava, mas tenho seguido sempre ;-) Eu tenho um truque que inventei, e estou toda orgulhosa porque resulta mesmo. E é especialmente útil agora no inverno, quando usamos mais a máquina de secar. Porque eu sou como a Luarte! Qualquer coisa é melhor que passar a ferro! :-) O que faço é que ponho a roupa a secar na máquina, mas já dobrada como se fosse para as gavetas. Faço uma pilha, por ex de t-shirts molhadas dobradas, e ato a pilha à volta nos dois sentidos com duas fitas (tipo caixa de bolo, não sei se se percebe...?) Mas ao atar, não pode ficar apertado, tem que ficar folgado, para o ar poder circular e secar a roupa. Et voilà! Fica tudo sequinho e dobradinho, lindo :-) Só nunca tentei com camisas. Antes apenas dobrava (sem amarrar), mas ao secar acabava por ficar tudo à balda por causa das rotações da máquina; assim amarradinho fica tudo juntinho, dobradinho, sequinho, lindo! :-) Mar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Mar :)
      Obrigada pela partilha do testemunho.
      Eu não tenho máquina de secar, portanto socorro-me de outras estratégias.
      Beijinhos

      Eliminar
  23. OLÁ
    Boa noite gostei demais do seu blog fiquei horas lendo achei maravilhoso. Cada dica ótima para o nosso dia a dia. Já estou seguindo o seu blog. Se quiser me seguir fique bem a vontade.
    Ana

    ResponderEliminar
  24. Ola! Por acaso existe sim, o steamer das roupas 😊 tambem conehcido por vaporizador de roupas. MT practico!! Recommendo!!

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)