segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Os perigos do consumo de soja

Já por aqui disse em algumas frases soltas ou comentários que não consumo produtos que contêm explicitamente soja.

Claro que as perguntas do porquê não tardam em chegar. Então achei que era melhor responder às dúvidas e esclarecer o meu ponto de vista escrevendo este post.

É difícil compreender como é que a soja tem sido tão promovida como alimento saudável quando 90 a 95% da soja cultivada é transgénica, ou seja, geneticamente modificada. Para quem desconhece os perigos da transgenia nos alimentos pode dar uma vista de olhos aqui.   

Mas é muito difícil não consumir alimentos com soja. Podemos não ingerir produtos óbvios como tofu, iogurtes, leite, sumos de soja..., mas é impressionante como existem tantos vestígios da soja nos mais variados alimentos. Basta ler bem os ingredientes dos rótulos e lá está ela em muitos gelados, em hamburguers e refeições congeladas, pão, bolos, bolachas, etc... Escapar ao consumo involuntário da soja presente nos produtos industrializados é realmente difícil, mas estar atento é meio caminho andado para evitar/reduzir ao máximo a sua ingestão.

O que se verifica é que a soja tornou-se também a opção da moda tanto para as pessoas intolerantes e alérgicas ao leite como para muitos vegetarianos. Agora que passei a beber leite vegetal despertei para um novo mundo que até aqui me passava um pouco ao lado.  E é inacreditável como a oferta de leite vegetal de soja, à venda nos supermercados, é muitíssimo maior se compararmos com outros leites vegetais.

(imagem retirada da internet)

O que se calhar a maior parte das pessoas desconhece é que alimentos de soja contêm altos níveis de alumínio que são tóxicos para o sistema nervoso e os rins.

A soja contém altos níveis de ácido fítico, que é um antinutriente que reduz a assimilação de cálcio, magnésio, ferro, cobre, etc... tudo nutrientes essenciais à nossa saúde, ao desenvolvimento do nosso cérebro e sistema nervoso. Nas crianças pode causar problemas de crescimento.

A soja possui altos níveis de isoflavonas e fitoestrogéneos que interferem na função endócrina, podendo levar ao desenvolvimento exponencial de hormonas femininas, as quais terão impacto no desenvolvimento sexual, fertilidade, serem responsáveis pelo desenvolvimento do cancro da mama, ovário, prostata, dificuldades na menopausa, etc. Os fitoestrogéneos podem também causar problemas ao nível da tiróide, pâncreas, fígado, e por aí fora...

No meu caso, que tenho uma endometriose e preciso de controlar os níveis de estrogénios, o consumo da soja é terrível, assim como é desaconselhável o seu consumo em mulheres que têm ou podem vir a desenvolver miomas, quistos, etc.

Por isso, voluntária e conscientemente não consumo alimentos que tenham escarrapachado no seu rótulo: soja. 

Sobre os perigos da soja, recomendo-vos a leitura do artigo The Dirty Little Secret Hidden in Much of Your Health Food, cuja tradução podem encontrar aqui

Aliás, basta pesquisarem por soja associado a perigos e riscos que vão encontrar um manancial de informação.

E termino este post com mais um vídeo, de cerca de 10 minutos, do Dr. Lair Ribeiro sobre os problemas da soja:


Já conheciam todos estes riscos? Ficaram surpreendidos(as)?

Beijinhos e bom início de semana :)

24 comentários:

  1. Desconhecia todas estas implicações que a soja tem e fiquei assustada. O mais alarmante é o facto de em quase todos os produtos embalados vir uma nota a referir que pode conter vestígios de soja. Como é que é possível??

    Obrigada pela elucidação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já basta ter que ingerir os vestígios de soja que se encontram nesses alimentos, não preciso de mais para o meu organismo. O que faço é reduzir o consumo de produtos insdustrializados, porque nessa categoria poucos serão aqueles que escapam.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Assustador! O difícil é saber o que é que não faz mal á saúde hoje em dia! :(

    ResponderEliminar
  3. Muito Obrigada do fundo do coração pela partilha .
    Oh para mim boquiaberta ,desconhecia estas situações todas .
    O que sei é que temos de variar a nossa alimentação e nada de excessos .
    Acredita que com esta informação toda da próxima vez do super vem leite de arroz ou de amendoa ,vou ter de experimentar .
    Vou ainda cuscar o site de nutrição que ele recomenda westonaprice .com ,para outras surpresas .....ás tantas ainda levo com mais baldes de agua fria .
    Boa semana
    bj grande
    Lulu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada! Tu e mais 2 ou 3 leitoras foram a razão porque decidi escrever este post.
      Cada um consome o que quer, mas acho que nem sempre sabemos o que consumimos.
      Beijinhos grandes Lulu

      Eliminar
    2. Eu quero mais posts sobre alimentação :)
      Oh para mim a abusar ;)
      Obrigada
      Lulu

      Eliminar
    3. Ai que abusadora ;) :) :D !!!

      Eliminar
  4. Como faz em relação aos iogurtes? Em substituição do leite bebo bebidas de amêndoa, aveia e coco. Mas em relação aos iogurtes, como de soja :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Flor!
      Como disse no post anterior, eu não retirei totalmente o leite de vaca. Utilizo-o na criação dos iogurtes cá de casa. Não sinto diferenças no consumo ou não consumo dos iogurtes, mas no consumo do leite, sinto e muita. É intolerante à lactose? Pode fazer iogurtes com leite sem lactose. Eu já fiz e ficaram igualmente bons.
      Se simplesmente faz mesmo questão de não ingerir nada com leite de origem animal, deixo-lhe aqui o link com a receita de uns iogurtes de coco: http://wonderlandkitchen.com/2013/01/diy-dairy-free-coconut-yogurt/
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada pela resposta :)
      Neste momento não consigo mesmo comer iogurtes :( Em relação ao leite, por vezes consumo sem lactose, mas gostaria de consumir apenas os de origem vegetal.
      Vou espreitar o link que me enviou.
      Mais uma vez, obrigada :)

      Eliminar
  5. Olá Luarte
    Estou assustada com os perigos da soja, agora que estava decidida a usar só óleo de soja e seus derivados, pois soube que a canola é um alimentos transgênico e que à longo prazo, causa diversos males ao organismo. O óleo de girassol pode aumentar o colesterol ruim e o óleo de coco também está na lista dos vilões e por aí vai.
    No momento confesso que não sei, qual óleo podemos consumir?
    Obrigada por compartilhar e bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Roseli!
      O único óleo de culinária que utilizo é o azeite extravirgem e não faço frituras. Uso em cru como tempero e em refogados rápidos. Em assados ou cozeduras mais demoradas acrescento uma colher de água, pois o azeite, como qualquer outro óleo, sujeito a temperaturas elevadas perde as suas propriedades benéficas para a saúde e pode até tornar-se prejudicial. A água ajuda a que isso não aconteça.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Já conhecia alguns dos 'inconvenientes' da soja e por isso não a consumimos aqui por casa.

    Em relação ao post anterior - sobre o leite de vaca - ainda o vejo como um alimento completo e não me parece que os leites vegetais com químicos e açúcares sejam melhores opções, pelo que continuo a consumi-lo embora em quantidade mais reduzida.

    Em quantidades controladas não sinto qualquer efeito nocivo devido à sua ingestão. Pelo contrário, até. Se não consumir leite, não ando bem! lol

    glitter

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela resposta e pela partilha da tua experiência :)

      Eliminar
  7. Olá querida
    Já estava sensibilizada para este problema.

    Isto são interesses, especialmente da industria farmacêutica.

    Obrigada pela partilha

    Muitos beijinhos
    MUAH*
    Blog | Youtube | Facebook

    ResponderEliminar
  8. Eu só sabia da influência negativa da soja para quem tem problemas com a tireoide. Minha mãe foi ao médico e ele recomendou que ela e as filhas (eu e minha irmã) evitássemos o consumo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela partilha dessa informação.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Desconhecia completamente estes dados sobre a soja como te disse, e estava curiosa sobre o assunto.
    Mas fiquei a pensar: há uns anos a soja era considerada super saudável, que vegetarianos em vez de consumirem carne consomem tofu, soja granulada, rebentos de soja (uma quantidade de coisas-soja!) pela proteína. Agora lendo isto...sabe-se da soja mas e de tantos outros alimentos? não serão também geneticamente modificados? E de muitos ainda não se sabe? Com pesticidas, antibióticos e outros químicos?
    Cada um tira as próprias conclusões mas eu acho que uma alimentação diversificada e evitar ao máximo produtos processados e refinados parece-me o mais sensato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com toda a certeza existem outros alimentos geneticamente modificados. Muitos nem sabemos que são... Mas sabendo as propriedades que a soja tem, cada um tira as suas conclusões. Da minha parte não tenho qualquer interesse em consumir. Já bastam os vestígios difíceis de evitar em determinados alimentos.
      Partilho exatamente da tua opinião do último parágrafo.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Hola, Luarte, conheci o seu blog hoje através da Lúcia do Home Living For.
    Adorei as postagens super úteis. Eu também trato de uma endometriose há anos,e realmente a soja é um vilão, assim como produtos industrializados.Eu melhorei muito os sintomas, procurando seguir uma "Endo Food", ou seja evito comer tudo que "alimenta" a endometriose.
    E comecei fazer uso de Vitex , há uns 3 meses e noto uma diferença enorme, inclusive na disposição. Besitos e boa semana

    ResponderEliminar
  11. Numa fase em que tentei consumir mais refeições vegetarianas, também optava muito por soja, mas depois de ler mais sobre o assunto, desisti rapidamente. Hoje apenas consumo creme de soja, em substituição de natas mas acho que por pouco tempo. Quero experimentar o creme de caju, de que tanto ouço falar. Se correr bem, será uma mais valia.

    Bjs

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)