quarta-feira, 17 de agosto de 2016

A caixa dos brinquedos

Vou ser tia. Estou prestes a ganhar um novo grau de parentesco e o melhor dos dois mundos: acompanhar o crescimento do meu sobrinho, envolver-me em brincadeiras giras, ser confidente, amiga, aprender e ensinar coisas, sem levar com as birras e as noites mal dormidas.

Ser tia é ficar com a nata e a cereja no topo do bolo. É amar aquela pessoinha que não é nossa, mas que nos pertence e a quem pertencemos.

E não tarda a pessoinha que vive ainda ali no ventre da minha irmã está cá fora a revolucionar a família inteira. 

É um menino. Um pilas que aí vem. Esperemos que seja um pequeno tirano com alguma comiseração pelos pais. Sim, todos os bebés são tiranos. Uns com mais misericórdia que outros, mas nos primeiros meses de idade é o mundo que gira à volta destes seres pequeninos e não o contrário.

O quarto do meu sobrinho já está à espera dele com todo o amor do mundo lá dentro.

Naquele quarto já mora uma luz delicada que se espalha em cada um dos objetos e reflete o carinho de cada coisa escolhida minuciosamente para aquele lugar. Ali habitam poucas coisas como se quer num quarto de bebé e no meio delas já passou a existir a caixa dos brinquedos que aqui a tia Luarte reciclou a partir de um caixote da fruta.

Estes caixotes são extremamente versáteis, mas a verdade é que até agora nunca tinha reciclado nenhum. Sou suspeita, eu sei, mas gostei do resultado final e mais feliz ainda com a reação dos futuros pais.

A caixa dos brinquedos
Deixo-vos com algumas imagens e o passo-a- passo:

 
1. Apliquei tinta acrílica num tom branco/areia;
2. Dei duas de mão na madeira e alguns retoques onde achei necessário;
3. Imprimi uma estrela em papel autocolate e recortei com x-ato (poderia ter feito em papel normal);
4. Colagem do molde da estrela e pintura a azul (ao retirar o autocolante borrei a tinta em alguns sítios, mas nada que um  pincel fininho e tinta não resolvam).
5. Depois de tudo bem seco, escrevi a lápis manualmente e a olho a frase que queria. Em caso de engano basta apagar com uma borracha normal evoltar a desenhar;
6. Passei o desenho de cada letra a tinta com um pincel fininho;
7. Para o fundo interior do caixote aproveitei cartão, fiz o desenho do tampo e recortei;
8. Forrei o cartão com tecido e impermeabilizei com uma mistura de água e cola branca.
10. Passei na estrela cola branca diluída e polvilhei com purpurinas;
11. depois de seco, retirei o excesso e raspei com a unha do dedo de modo a ficar como eu queria (apenas uns laivos de luz e brilho);
12. Peguei numa rolha de cortiça e cortei-a em 4 rodelas iguais;
13. Apliquei os pezinhos de rolha com cola nos quatro cantos externos do fundo do caixote para evitar riscar o chão. Pintei tudo de branco.

13. Para proteger os pinos de madeira, resolvi fazer umas carapuças/proteção em crochê;
14. Fiz as proteções em duas cores;
15. Com a ajuda do berbequim foram feitos 4 buracos para aplicação de pegas em corda (8 mm de diâmetro);
16. O fundo interior do caixote.

Um caixote simples da fruta que virou uma caixa de brinquedos de criança. Uma ideia que concretizei  aproveitando e reciclando materiais que já tinha cá em casa. A única coisa que comprei foi a corda para as pegas. Tudo o resto foi só aproveitar o que já existia.







Beijinhos e boas inspirações! :)

26 comentários:

  1. Bom regresso Luarte, já tínhamos saudades!
    E já agora Parabéns a si e à futura mamã! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Anamar 😊. Neste momento é-me difícil manter o blog com as atualizações que fazia antes. Vou partilhando na pagina do FB ideias que gosto (não sei se segue a página) e vou alimentando diariamente a página da Cereja, a minha cadelinha, noutro registo, mas que me dá um enorme prazer (se ainda não segue convido-a a fazê-lo). Tudo isso dá muito trabalho e rouba-me muito tempo. É essa a razão porque ando mais desaparecida.
      Beijinhos e tudo de bom para esse lado 😘

      Eliminar
  2. Gostei muito do projecto, mas gostei ainda mais de ter-te de volta :)

    (explica lá à Cereja que não pode monopolizar assim a tua presença online, por muito que a presença dela seja fantástica!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Agridoce! :) Segues a Cereja?
      A única forma de acabar com este monopólio canino é abandonar a bicha, ahahaha
      Já nem sigo blogs nenhuns, só os que têm página no FB. Fiquei uma desnaturada. Já pensei encerrar este, mas custa-me e penso sempre que um dia vou ganhar mais tempo :)

      Eliminar
    2. Sigo, pois! :)

      Não fechas nada este! Tem tanta coisa gira e útil! Mesmo que já não actualizes tanto, deixa-o ficar por aqui para quando te apetecer :)

      Eliminar
    3. Tens razão. Às vezes dou por mim a consultar o blog para ir buscar uma ou outra ideia que por falta de prática já não me lembro :p
      Beijinho terno 😘

      Eliminar
  3. A Cereja está linda! Mas tens de ensiná-la a partilhar-te connosco! Já tínhamos saudades! Por mim falo! A caixinha de brinquedos ficou um mimo! O quarto também! Tenho a certeza que lá dentro se respira amor! Desejo as maiores felicidades aos pais, ao bebé e claro, à tia! O sobrinho ainda não nasceu mas já se nota perfeitamente que estás uma tia babada! Um grande beijinho para ti e um lambejinho para a Cereja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas tuas palavras :)
      A Cereja monopoliza-me a vida e eu deixo. Raio da bicha!
      Também é certo que ando mais preguiçosa e indisciplinada.
      Beijinhos grandes 😘

      Eliminar
  4. Bom regresso Luarte. Saudades de coisas giras e úteis.
    Substitui um dia de atualizacao da pagina da Cereja por um dia para este! Uma vez por semana e já nos deixas contentes :-)
    (nem penses em encerrar o blog! Please!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Vou pensar na tua proposta com carinho. Mas não prometo para não desapontar.
      Beijinhos doces 😘

      Eliminar
  5. Gosto! Está tão gira e querida e sei lá mais o que.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que palavras tão queridas, Maria.
      Obrigada 😘

      Eliminar
  6. Quanto amor em um só objeto. Esse bebé vai ser muito feliz. :)

    Parabéns é como diz a sabedoria popular: "uma hora pequenina"!
    Beijinhos
    Sónia
    www.minhacasinhaeassim.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Adorei a ideia a caixa ficou linda bjs

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pelo excelente resultado!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Olá Luarte
    Há quanto tempo.....
    Imagino a família como deve estar radiante com a chegada desta estrelinha cintilante .
    Ser tia é do melhor que há .
    O cesto para os brinquedos está super giro e origina, grandes ideias .
    Que tudo corra pelo melhor para a rua mana e o quarto está lindissimo
    grande bj
    Lulu

    ResponderEliminar
  10. Olá. Nunca comentei, mas sigo o blog há anos :)

    Já estava a desanimar por não vê-la por aqui. A caixinha dos brinquedos ficou linda :)

    Não encerre o blogue, pleaseeeee. É a primeira vez que comento, mas a Luarte tem sigo para mim uma espécie de guru para todo o tipo de feitos cá em casa, desde pequenas reparações, a receitas práticas e deliciosas, passando pelas alterações nas roupas...tudo se aproveita realmente. Um beijinho e muitas felicidades

    ResponderEliminar
  11. que quartinho acolhedor. Há algo de mágico nos quartos de bebé.
    Gostei imenso da caixinha, ficou super gira.

    ResponderEliminar
  12. A caixinha ficou um amor, e adoro o quartinho, tudo tão suave e bonito, como deve ser um quarto de bebé, beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Benvinda!!
    Que coisa tão fofa!!!
    Muitos parabéns Titia babada!!

    ResponderEliminar
  14. Muito linda e prática....ficaria bom tb colocar umas rodinhas de silicone por baixo....a propria criança poderia levar para todos os lugares......

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inicialmente pensei colocar essas rodinhas. Consultei a mamã do meu sobrinho para saber o que achava, mas ela preferiu sem rodinhas e eu fiz com que o caixote fosse ao encontro do gosto dos Papás.

      Eliminar
  15. Que caixinha tão linda! ... mas apesar de ser um post de luz fez-me sentir triste.....porque acho que nunca serei a "esse tipo de tia" cool para o meu tão amado sobrinho. Por força das circunstâncias tive que me tornar emigrante;((. Penso tanto nisso e quase sempre com a lágrima no canto do olho. Felicidades!!
    Ana

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo vosso comentário :)